MotoGP: Miguel Oliveira testa moto nova um dia após a vitória em Barcelona

  • Redação Autoportal
  • 7 jun, 20:19
Miguel Oliveira (imagem MotoGP)
Miguel Oliveira (imagem MotoGP)

Piloto português experimentou vários componentes diferentes na KTM

Miguel Oliveira continuou nesta segunda-feira em pista do Circuito de Barcelona-Catalunha após a vitória de domingo para um dia de testes oficiais do MotoGP e o Falcão considerou ter tido um "bom dia de trabalho".

O piloto português dedicou a parte a manhã dos trabalhos ao teste de componentes novos na sua KTM e frisou que o objetivo desta segunda-feira “não era o de fazer voltas rápidas”, mas de experimentar “algumas coisas que foram testadas para haver um termo de comparação" e “dar a resposta à fábrica para decidir o caminho a seguir no resto do ano”.

PUB

“A maior parte das coisas já tinham sido testadas pelo Dani Pedrosa” revelou o piloto português explicando em conferência de imprensa virtual seguida pela agência Lusa que, no dia seguinte à corrida, "o nível de aderência não é muito alto”, mas que, ainda assim, “foi um teste produtivo”.

“Quando chega um braço oscilante ou o quadro é difícil perceber diferenças. À tarde focámo-nos naquilo que poderíamos atingir com este pacote. Numa segunda-feira é difícil perceber o que podemos melhorar, porque as condições de aderência são diferentes. Ganhamos numas áreas e perdemos noutras", precisou.

PUB

O site do MotoGP acrescentou que o português e o seu companheiro de equipa, Brad Binder, testaram a moto já vista no Qatar com Pedrosa onde, para além do braço oscilante e quadro diferentes, figuram também novos escape e carenagem traseira.

Veja os festejos da vitória de Miguel Oliveira

À tarde, os dois pilotos voltaram às KTM com que correram no domingo e Miguel Oliveira acabou o dia com o tempo de 1m40.036s. Cerca de um segundo do que na qualificação de sábado, o Falcão considerou ter sido “aceitavelmente rápido” rodando ao nível dos tempos realizados nos treinos livres.

PUB

O piloto português fez o nono tempo mais rápido do dia de testes que se seguiu ao triunfo no GP da Catalunha ficando a 0.636s do mais rápido: Maverick Viñales (Yamaha).

Continuar a ler

RELACIONADOS

Miguel Oliveira tremendo ganha a primeira corrida da época na Catalunha

Miguel Oliveira: “Foi a corrida perfeita, uma das melhores da minha carreira”

Veja os festejos da vitória de Miguel Oliveira: do Einstein ao ‘Eu estou aqui’...

Video: depois d’A Portuguesa, o pódio na Catalunha homenageou Jason Dupasquier

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS