Covid-19: Hamilton critica “irresponsáveis e egoístas” que não se isolam

  • Redação Autoportal
Lewis Hamilton (Reuters)
Depois de intervir à defesa sobre a pandemia, o campeão do mundo de F1 passa ao ataque

Lewis Hamilton está a dar a cara no combate à pandemia de Covid-19 e, se há uns dias, para travar especulações, revelou que está em auto-isolamento há cerca de semana e meia, agora, o campeão do mundo de Fórmula 1 tomou uma posição crítica a quem continua a promover os contactos sociais sujeitando-se a si e aos outros ao contágio da doença.

Declarando-se “muito triste pela quantidade de mortes a acontecerem em todo o mundo”, Hamilton garante compreender as limitações que há de conhecimento sobre como “porquê e como isto aconteceu”. Mas, como escreve o «Eurosport», o piloto inglês aponta um caminho para o cidadão comum; e não deixa de criticar as outras vias que se tem visto.

“Não há nada que nós possamos fazer se não tentar isolarmo-nos, impedirmo-nos de ser contagiados e de contagiar. Há pessoas por aí que ainda estão a ir a discotecas e bares e em grandes ajuntamentos; o que eu pessoalmente acho que é absolutamente irresponsável e egoísta”, afirmou Hamilton.

Sem deixar de lembrar os “heróis” que “põem a sua vida em risco para ajudar os outros" – desde os funcionários dos serviços de saúde aos dos que trabalham com os bens essenciais –, o inglês juntou a estas palavras recolhidas no Instagram uma publicação em que volta a insistir na eficiente lavagem das mãos.

  • TEMAS:
  • Lewis Hamilton

  • Covid-19

  • Coronavirus

Veja mais