F1: Hamilton ganha o primeiro duelo no Bahrain

  • Redação Autoportal
  • 28 mar, 19:17
Lewis Hamilton (Lusa)
Lewis Hamilton (Lusa)

Verstappen acabou por ter de remediar-se com o segundo lugar

Lewis Hamilton (Mercedes) ganhou neste domingo o GP do Bahrain de Fórmula 1 que abriu o Mundial de 2021 batendo Max Verstappen (Red Bull) no primeiro duelo anunciado para este ano.

Esse duelo foi intenso a partir da última troca de pneus e durou até final, mas uma ordem que veio para lá do que se correu na pista de Sakhir acabou por determinar o desfecho desta batalha – sem colocar em causa a justiça dessa decisão ou da vitória, mas sendo preciso destacar que a consumação do triunfo teve interferência para lá do mano-a-mano no asfalto.

PUB

Hamilton ganhou tornando-se o piloto com mais voltas na F1 como líder de corridas (5.126), Verstappen foi o segundo e Valtteri Bottas (Mercedes) fechou o pódio.

A primeira corrida da época teve uma espécie de falsa partida com Sergio Pérez a ter de partir das boxes depois de o seu Red Bull ter parado na volta de formação e a obrigar a uma segunda volta antes da partida.

Isso não impediu o mexicano de fazer mais uma grande corrida em recuperação (até ao 5.º lugar), como também não foi problema para Verstappen segurar o primeiro lugar detido com a primeira pole position da temporada quando a segunda volta de formação deu ugar à partida (agora com menos uma volta de corrida prevista: 56).

PUB

O Red Bull partiu para a liderança com os dois Mercedes atrás e começou cedo a ficar claro e confirmado que estes são os dois (quatro) carros que compõem um ‘primeiro grupo’ onde não há lugar ara outros. Ficou também, não tão claro, mas já bastante evidente que as estratégias das previstas duas trocas de pneus poderiam determinar as decisões.

PUB

Foi, mas não só... Partindo os três da frente com pneus macios, a quantidade de duros e macios que cada equipa tinha (de forma diferente) nas boxes foi também determinando essas estratégias. Os Mercedes foram parando sempre primeiro e logo para os duros. Verstappen manteve e médios na primeira troca.

As decisões foram ficando adiadas... Na segunda troca, foi a vez de os Mercedes manterem o composto com que entraram na box (os duros) e Verstappen trocar (também para os duros). Os carros ficaram a voltar em condições mais semelhantes para o final, mas as diferenças conseguidas até então eram o que poderiam fazer a diferença...

Com a gestão das idas às boxes ‘fechada’, Hamilton conseguiu ficar na liderança da corrida e Verstappen viu-se e segundo lugar. A favor do Red Bull estava o facto de os seus pneus terem menos voltas do que os do(s) Mercedes e dando-lhe condições para apontar ao regresso ao primeiro lugar.

PUB

Com 16 voltas para o final, Verstappen, tinha cerca de 8 segundos para recuperar a Hamilton. As contas do tempo que o Red Bull ganhava por volta com pneus mais frescos previam uma colagem a Hamilton para um final emocionante a lutar pelo triunfo.

Foi o que aconteceu. A quatro voltas do final, Verstappen começou o ataque; à segunda investida passou Hamilton no que parecia o xeque-mate no duelo. Mas não foi. O holandês foi fora de pista para passar o Mercedes e essa manobra custou-lhe demasiado.

O Red Bull acabou por não se afastar, como se previa, do Mercedes e acabou mesmo ultrapassado, com Hamilton a voltar ao comando da prova. Pensou-se que o Red Bull tivesse problemas, mas a explicação veio mais tarde. Verstappen recebeu a indicação para deixar Hamilton passar para a frente para compensar a sua ultrapassagem fora dos limites da pista.

PUB

Com volta e meia para retomar a luta ‘de facto’ pelo primeiro lugar, Hamilton soube defender-se bem o suficiente para não permitir que Verstappen conseguisse mais do que voltar a colar-se à sua traseira atá ao passar da bandeira de xadrez.

PUB

Se os Mercedes e os Red Bull mostraram que são o primeiro pelotão, McLaren e Ferrari formaram, por enquanto, entre si o primeiro grupo ‘dos outros’ e foram as duas outras equipas que também colocaram ambos os caros no top 10.

A capacidade da AlphaTauri – que parece deixá-la também nesse grupo de ‘outros’ mais forte – ficou ainda por confirmar totalmente com a queda precoce de Pierre Gasly para o final do pelotão nesta corrida. Mas o estreante Yuki Tsunoda já se esteou a pontuar…

Num campeonato diferente parecem assim estar as ‘novas’ Aston Martin e Alpine, ainda a terem de disputar lugares com a Alfa Romeo. Williams e Haas confirmam ter os piores andamentos do pelotão que contou neste domingo com mais duas estreias na F1: Nikita Mazepin e Mick Schumacher (pela equipa norte-americana).

O Filme da Corrida

Classificação do GP do Bahrain:

Classificação do Mundial de Pilotos:

1. Lewis Hamilton(Mercedes), 25 pontos

2. Max Verstappen (Red Bull), 18

3. Valtteri Bottas (Mercedes), 16

4. Lando Norris (McLaren), 12

PUB

5. Sergio Pérez (Red Bull), 10

6. Charles Leclerc (Ferrari), 8

7. Daniel Ricciardo (McLaren), 6

8 Carlos Sainz (Ferrari), 4

9. Yuki Tsunoda (AlphaTauri), 2

10. Lance Stroll (Aston Martin), 1

Classificação do Mundial de Construtores:

1. Mercedes, 41 pontos

2. Red Bull, 28

PUB

3. McLaren, 18

4. Ferrari, 12

5. AlphaTauri, 2

6. Aston Martin, 1

O Mundial de F1 prossegue no fim de semana de 18 de abril com o GP da Emilia Romagna.

Continuar a ler

RELACIONADOS

F1: o GP do Bahrain volta a volta

Hamilton: “Não tinha uma corrida tão dura como esta há muito”

Verstappen: “É o que é, depois, já não foi possível”

GP do Qatar: Viñales conquista a vitória e Oliveira é 13.º

COMPUTADOR DE BORDO

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS