Hamilton ganha louco GP da Arábia Saudita e fica tudo empatado para a última corrida

  • Redação Autoportal
  • 5 dez 2021, 19:45
GP da Arábia Saudita de F1 (Lusa)
GP da Arábia Saudita de F1 (Lusa)

Verstappen terminou em segundo lugar e Bottas em terceiro

Lewis Hamilton venceu neste domingo o GP da Arábia Saudita com a volta mais rápida deixando Max Verstappen em segundo lugar e os dois vão completamente empatados em pontos para a última corrida da temporada, onde vai decidir-se o título mundial.

PUB

Valtteri Bottas ficou com o terceiro lugar no Circuito de Jeddah cuja estreia saudita na Fórmula 1 não podia ter sido mais louca, com várias partidas, Safety Cars... Foi uma verdadeira loucura, repete-se.

Faz-se, entretanto, já aqui uma ressalva: Verstappen e Hamilton estão igualados em pontos (369,5), mas o piloto da Red Bull tem vantagem num eventual desempate pontual final, pois já tem nove vitórias contra oito do inglês da Mercedes. Ou seja, espera-se que o mais bem classificado deles na última prova seja o vencedor do Mundial, a contar que os dois mais fortes do pelotão lutarão pelo máximo de pontos em disputa, mas, no caso de nenhum deles pontuar, ou Verstappen fizer apenas menos 1 ponto em corrida conseguindo a volta mais rápida, o neerlandês será o campeão.

PUB

E, depois, das nuances que existem em relação à última prova em que os dois candidatos ao título partirão em igualdade pontual, voltamos ao cenário citadino noturno de Jeddah que para aí nos conduziu: ao tal louco GP da Arábia Saudita deste domingo.

Na largada, os três primeiros colocados na grelha de partida mantiveram as posições: Hamilton no primeiro lugar, Bottas em segundo, Verstappen em terceiro. Parecia tudo dentro da normalidade... mas à volta 10 começou a loucura com uma batida de Mick Schumacher que obrigou ao primeiro Safety Car...

PUB

E a partir daqui tentar-se-á descrever o que aconteceu na noite prolongada de Jeddah de forma mais esquemática do que propriamente estritamente resumida, a bem da melhor compreensão.

No primeiro SC Hamilton e Bottas foram à box trocar os pneus médios com que arrancaram para meter os duros. Verstappen manteve-se atrás do SC ficando em primeiro lugar e a aposta da Red Bull deu frutos.

O SC passou a situação de bandeira vermelha e à primeira interrupção para repor as condições de corrida. Verstappen ganhou a troca para os duros à borla indo na frente da grelha para o recomeço com partida parada à 15.ª volta.

PUB

Hamilton saiu melhor, mas Verstappen recupera a posição indo por fora na Curva 1 com três carros lado a lado e Esteban Ocon a conseguir fica na frente de Hamilton. Mas, mais atrás, as coisas não passaram sem batidas fortes e o choque entre Charles Leclerc e Sergio Pérez que deixou o mexicano fora de prova foi seguido pelo choque entre Nikita Mazepin e Goerge Russell com mais estes dois abandonos e o segundo SC.

A confusão continuou com as transmissões rádio que foram sendo difundidas, pois pareceu haver uma negociação entre direção de corrida e equipas para definição da terceira partida por causa do benefício que Verstappen terá tido fora de pista na largada imediatamente anterior.

O que ficou acordado foi uma partida com Ocon na frente, Hamilton a seguir e depois o neerlandês. Mas este decidiu arrancar desta vez com os médios para conseguir vantagem, E conseguiu-o à terceira partida com 17 voltas das 50 já contadas.

PUB

O piloto da Red Bull saiu para o comando deixando o Alpine de Ocon a tapar o Mercedes de Hamilton. Uma volta depois, o inglês subiu ao segundo lugar e encetou, com os duros, a perseguição a Verstappen, com os médios.

PUB

O duelo que se passou a esperar até se verificou, de facto, mas não sem que a loucura acabasse.

Com mais três Virtual Safety Car pelo meio, devido a choques e à necessidade de retirar destroços dos carros de pista chegou-se a 15 voltas do final com Hamilton colado a Verstappen. Com luta? Sim. Sem confusão? Não.

À primeira passagem seguinte na reta da meta, Hamilton fez o primeiro ataque. Versatppen defendeu-se e a luta extravasou os limites da pista.

Verstappen é obrigado a ceder a posição a Hamilton, mas o inglês não terá recebido essa informação na mesma altura e, nesse intervalo que houve, a forte desaceleração do Red Bull surpreendeu o inglês que bateu na traseira do carro do neerlandês.

Hamilton ficou com a asa dianteira do carro danificada e queixou-se de Verstappen ter feito um brake test. E o que se passou a seguir voltou a ser em ritmo louco.

O holandês cedeu a posição, mas conseguiu recuperá-la logo de seguida. E de seguida também foi penalizado em 5 segundos.

Com o Mercedes sem estar a 100%, mas ignorando-se também o estado do Red Bull, Hamilton ultrapassou Verstappen, que acabou por ir ficando estacionado no segundo lugar – da sua box diziam-lhe para ir gerindo os pneus...

PUB

Estava fechada a emoção? Quanto ao vencedor, sim. No total, não, pois Bottas conseguiu conquistar o terceiro lugar a Ocon e cortar a meta 1 décimo de segundo à frente.

PUB

[Já depois da corrida e de os pilotos terem sido ouvidos, Verstappen foi penalizado com mais 10 segundos e 2 pontos na licença (está com 7) pelo episódio da travagem, mas isso não afetou a classificação nesta prova.]

Classificação do GP da Arábia Saudita:

Classificação do Mundial de Pilotos:

Classificação do Mundial de Construtores:

O Mundial de Fórmula 1 termina no próximo fim de semana (de 10 a 12 de dezembro) com o GP de Abu Dhabi, a 22.ª prova da época, onde ficarão definidos os campeões mundiais de Pilotos e de Construtores.

[artigo atualizado com a penalização de 10 segundos para Verstappen] 

Continuar a ler

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS