Hamilton: “O meu coração quase parou”

  • Redação Autoportal
  • 2 ago 2020, 18:36

Campeão do mundo venceu o GP da Grã-Bretanha cortando a meta com um pneu furado

Lewis Hamilton descreve, em declarações no siote da F1, as sensações por que passou quando o pneu esquerdo da frente do Mercedes furou na última volta do GP da Grã-Bretanha, qua acabou por vir a ganhar com o carro só com três rodas em condições:

“Comecei a aliviar e na reta [o pneu] esvaziou e notei que a forma se alterou um pouco. Foi uma sensação de coração nas mãos porque eu não tinha a certeza de que estava e baixo até pressionar os travões. E depois vê-se o pneu a sair da jante.

Eu só estava a guiar, a tentar manter a velocidade. Algumas vezes salta e a asa parte-se. Eu só rezava para curvar e não perder velocidade. Quase não cheguei às duas últimas curvas. Mas, graças a Deus, cheguei.

Eu voltava a acelerar para conseguir que [o carro] curvasse. Garantidamente, nunca vivi algo como isto na última volta e o meu coração quase parou.”

Hamilton lidera o Mundial de F1 com 30 pontos de vantagem sobre Valtteri Botas (Mercedes). O campeonato mantém-se em Silverstone, com o GP do 70.º Aniversário da F1 já no próximo fim de semana.

RELACIONADOS

GP da Grã-Bretanha: Hamilton resiste a furo na última volta e ganha 'em três rodas'

Verstappen: “Não me arrependo, tomámos a decisão certa”

Leclerc: “Estou satisfeito, mas tivemos sorte”

Furos no GP da Grã-Bretanha levam Pirelli a abrir investigação

COMPUTADOR DE BORDO

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

Largue o telemóvel: conheça as alterações ao Código da Estrada