Hamilton: “Os campeonatos não se ganham a fazer erros estúpidos”

  • Redação Autoportal
Lewis Hamilton (Reuters)
Lewis Hamilton (Reuters)

Lewis Hamilton queria vencer o GP dos EUA de Fórmula 1, mas, mais do que isso, o piloto inglês quer ser campeão do mundo e, por isso, não jogou o tudo ou nada atrás de Max Verstappen.

O piloto da Mercedes tentou ganhar o segundo lugar ao holandês da Red Bull, mas, não o conseguindo quando «atacou», a três voltas do fim, não quis colocar em perigo o resto que vai para além da Corrida, ou seja, o campeonato.

“Eu estava tentar vencer uma corrida, mas estava a ver dois tipos [Max Verstappen e o líder Kimi Raikkonen] que não estão a lutar por um campeonato, por isso, tiver de ter muito, muito cuidado a competir no meio deles”, afirmou Hamilton numa citação do «Crash.net».

O inglês explicou mais em concreto por que não foi «até ao fim» no ataque ao segundo lugar do holandês: “Os campeonatos não se ganham com lutas ou a fazer erros estúpidos. Dei ao Max espaço de mais, só para garantir, por exemplo, que não era atingido, ou atirado para fora se ele virasse o volante ou fosse agressivo.”

“Se fosse entre mim e o Seb [Vettel], eu teria sido mais agressivo. O objetivo era eu terminar à frente do Seb e, para mim, isso [o duelo com Verstappen] não tem importância quando se ganha o campeonato desde que se o ganhe”.

VEJA TAMBÉM:

F1: o que falta a Hamilton para ser campeão no México

Comentários

Veja mais