Mercedes leva o motor da «Fase 2» para o GP do Canadá

  • Redação Autoportal
Hamilton e Bottas (Reuters)
Hamilton e Bottas (Reuters)
Lewis Hamilton revela que há "melhorias" a chegarem no "momento ideal"

A Mercedes vai levar para o GP do Canadá de Fórmula 1 deste fim de semana a segunda evolução do motor desta época.

Designada «Phase 2» («Fase 2»), a segunda especificação da temporada tem como principal vantagem ser uma unidade de potência nova – “fresca”, nas palavras de Lewis Hamilton –, mais do que diferente, que é introduzida na altura prevista do calendário.

Hamilton revela em declarações veiculadas pelo «Crash.net» que o novo motor trará “ligeiras melhorias” relativamente a um primeiro que tem demonstrado “grande fiabilidade”.

“É a fase dois, por isso, terá novos modos, ligeiras melhorias em todo o lado. É sempre bom quando se tem um novo motor sendo que é fresco. Este é um circuito de potência, por isso, chega no momento ideal. Se olharmos para os outros anos, está é sempre a corrida em que trazemos o segundo motor”, disse o líder do Mundial.

Com o circuito Gilles Villeneuve a pedir potência, a Ferrari poderia ter uma vantagem neste fim de semana. Mas o diretor da equipa italiana – que introduziu a segunda especificação do motor já há duas corridas antes do previsto, em Espanha – assumiu que os Mercedes continuarão mais fortes.

E a equipa alemã, segundo Hamilton, não vai fazer grandes alterações a um quadro que lhe deu seis vitórias nas seis primeiras provas: “A maior diferença é que [este segundo motor da época] é novinho em folha.” “O motor antigo fez seis corridas, terá degradação, etc.”, acrescentou Hamilton.

  • TEMAS:
  • Lewis Hamilton

  • GP do Canadá

  • Mercedes

Veja mais