MotoGP: novos horários promovem um super sábado no GP da Argentina

  • Redação Autoportal
  • 1 abr, 12:38
Miguel Oliveira (Lusa)
Miguel Oliveira (Lusa)

Terceira etapa do Mundial sofre mudanças no programa devido a atrasos nos voos

Problemas com os voos obrigaram ao cancelamento do programa de MotoGP desta sexta-feira preparando um super sábado em que vão realizar-se todas as sessões de treinos e as rondas da qualificação.

O cancelamento estendeu-se a todas as classes e as sessões de Warm Up no domingo antes das corridas (mantendo as suas horas) foram prolongadas.

PUB

Os atrasos em dois dos cinco voos de carga que estavam encarregados de levar o equipamento das equipas para a Argentina a partir da Indonésia (onde decorreu o último grande prémio, ganho por Miguel Oliveira) levou a que os horários tivessem de ser alterados com o cancelamento do programa desta sexta-feira.

Os (primeiros) novos horários para a classe rainha anularam desde logo os TL4 utilizados para preparar a corrida quando as presenças nas Q1 e Q2 da qualificação já estão definidas. Mas um novo reagendamento dos horários anulou também os TL3, com o MotoGP a ficar com apenas duas sessões de treinos (mais alargadas) para fazer o tempo combinado que define as presenças nas duas rondas da qualificação.

PUB

Fique a par dos novos horários do GP da Argentina:

Sábado

16h35-17h35 Treinos Livres 1

19h40-20h40 Treinos Livres 2

21h05-21h20 Qualificação 1

21h30-21h45 Qualificação 2

Domingo

14h20-15h00 Warm Up

19h00 Corrida (25 voltas)

O GP da Argentina, a terceira prova do Mundial de MotoGP e a corrida vai realiza-se no Circuito de Termas de Río Hondo. 

[artigo atualizado]

Continuar a ler

RELACIONADOS

MotoGP regressa na Argentina depois do triunfo de Miguel Oliveira

MotoGP: Stefan Bradl substitui Marc Márquez na Argentina

Vídeo: Lupetto da Roma vai correr no MotoGP e Di Giannantonio mostrou-o a Mourinho

Miguel Oliveira vence o GP da Indonésia de MotoGP

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS