GP das Américas: Rins termina com o reinado de Márquez e Oliveira volta a pontuar

  • Redação Autoportal
Alex Rins (Reuters)
Alex Rins (Reuters)

Piloto espanhol deu à Suzuki a primeira vitória desde o GP da Grã-Bretanha de 2016

Miguel Oliveira conquistou este domingo mais dois pontos no Mundial de MotoGP ao terminar o GP das Américas no 14.º lugar, depois em recuperação do piloto português da Tech3 KTM que largou do 21.º da grelha de partida.

Oliveira esteve na luta pelo segundo melhor piloto da KTM com Johann Zarco, mas acabou por terminar atrás do francês a 44,272s do vencedor desta terceira ronda do mundial de MotoGP.

A vitória no GP das América coube a Álex Rins (Suzuki) que surpreendentemente soube aproveitar um erro de Marc Márquez (Honda), quando liderava a corrida, para conquistar assim a sua primeira vitória na categoria rainha e levar a Suzuki ao pódio, o que não acontecia desde o GP da Grã-Bretanha de 2016.

Na largada, Marc Márquez que saiu da pole positin assumiu o comando mostrando que ele é o ‘Xerife’ do Circuito das Américas. O piloto da Honda levou na sua roda Valentino Rossi que tinha de resistir à pressão de Cal Crutchlow (LCR Honda), que estava ao ataque juntamente com Maverick Viñales (Yamaha) e Joan Mir (Suzuki)

Contudo Viñales e Mir 'queimaram' a largada e foram penalizados com um 'drive through'.

A 15 volta do final, Crutchlow que tentava atacar o segundo lugar de Rossi sofreu uma queda e ficou fora da corrida.

Desta forma, Márquez e Rossi ficavam isolados na frente, com Jack Miller (Pramac Ducati) a ficar sozinho no terceiro lugar. No entanto o piloto australiano começou a rodar mais lento e não demorou a ser ultrapassado por Álex Rins, a 12 voltas do final.

Pouco depois aconteceu o golpe de teatro do GP das Américas, com Marc Márquez a sofrer uma queda na curva 12, acabando por abandonar a prova e deixando fugir desta forma uma vitória que parecia quase certa.

Com a saída de cena de Márquez, Rossi assumiu o comando, mas na sua roda tinha então Rins que a 10 voltas do final apertou o ritmo e deixava antever que estava mais rápido que Valentino Rossi.

Isto numa altura em que Jorge Lorenzo (Honda) abandonava a corrida com problemas na sua moto quando ocupava a 13.ª posição na frente de Miguel Oliveira.

Já Andrea Dovizioso, que largou da 13.ª posição da grelha, chegava ao quarto posto e estava assim a um passo de assumir o comando do campeonato.

Na frente da corrida Rossi e Rins estavam cada vez mais longe de Miller que tentava segurar a terceira posição.

A quatro voltas do final, Álex Rins passa mesmo para a frente de Rossi para conquistar sua primeira vitória no MotoGP. Valentino Rossi terminou na segunda posição a 0,462s de Rins, enquanto Miller foi terceiro a 8,454s do vencedor, na frente de Andrea Dovizioso que terminou a 9,420s de Rins.

A fechar o top cinco desta terceira ronda do mundial terminou Franco Morbidelli (SRT Yamaha) a 18,021s do primeiro lugar.

Com estes resultados, Andrea Dovizioso é o novo líder do mundial de MotoGP com 54 pontos, enquanto Valentino Rossi é segundo com 51 pontos, Álex Rins é terceiro com 49 pontos.

Já Miguel Oliveira ocupa a 16.ª posição com sete pontos, depois de ter conquistado mais dois pontos no GP das Américas.

A próxima ronda do Mundial de MotoGP é o GP de Espanha que terá lugar a 5 de maio no Circuito de Jerez.

Classificação do GP das Américas

Veja aqui o filme da corrida

  • TEMAS:
  • MotoGP

  • GP das Américas

  • Miguel Oliveira

Veja mais