GP de São Marino: Morbidelli carimba a primeira vitória e Oliveira é 11.º

  • Redação Autoportal
Franco Morbidelli (Lusa)
Franco Morbidelli (Lusa)
Piloto da SRT Yamaha dominou a corrida desde o inicio

Franco Morbidelli (SRT Yamaha) alcançou este domingo a sua primeira da carreira na classe rainha do motociclismo, ao vencer o GP de São Marino, sexta ronda da temporada, numa corrida marcada pela queda do seu companheiro de equipa, Fabio Quartararo, que perdeu a liderança do Mundial.

Na largada, Morbidelli realizou uma boa largada, levando na sua roda Valentino Rossi (Yamaha), e Jack Miller (Pramac Racing) que subia ao terceiro lugar, enquanto Maverick Viñales (Yamaha), que largou da pole position, descia ao quinto lugar.

Já Miguel Oliveira, que partiu da 12.ª posição, perdeu algumas posições recuando para o 15.º lugar.

O bom andamento de Morbidelli, levou o piloto da SRT Yamaha a conseguir aguentar os ataques de Rossi nas primeiras voltas.

À passagem da sétima volta das 27 da corrida de Misano, Fabio Quartararo ultrapassa Viñales na luta pelo quarto lugar, mas acaba por cair pouco depois, hipotecando a possibilidade de continuar na liderança do campeonato, no final do GP de São Marino.

O francês ainda regressou à pista, mas sem qualquer possibilidade de lutar pela vitória nesta sexta ronda do campeonato.

Já Maverick Viñales não conseguia acompanhar o ritmo dos da frente e começou a afundar-se na classificação, sendo ultrapassado por Alex Rins e Joan Mir (Suzuki) bem como por Francesco Bagnaia (Pramac Racing).

Na frente, Rossi não conseguia acompanhar o ritmo de Morbidelli e o piloto da SRT Yamaha começava a fugir aos seus adversários, com Rossi e Miller a lutarem pelo segundo lugar, o australiano da Pramac recebeu um aviso por ultrapassar os limites da pista e não demorou muito a ser ultrapassado por Rins, Bagnaia e Mir.

Os três jovens pilotos rapidamente chegaram a Rossi que começava a sentir dificuldades devido ao desgaste dos pneus e tudo fazia para aguentar os seus adversários atrás de si, de forma a garantir o seu pódio 200 na carreira.

Até final da corrida, Morbidelli manteve um ritmo forte mostrando que apenas um problema mecânico o iria impedir de vencer a primeira corrida da sua carreira no MotoGP, enquanto atrás de si a luta era apertada pelos restantes lugares do pódio.

Francesco Bagnaia foi o primeiro a abrir as hostilidades nas voltas finais, ultrapassando Rossi e subindo ao segundo lugar. O italiano da Pramac parecia determinado em fugir dos seus adversários, mas Valentino Rossi acabou por colar na roda de Bagnaia e tudo fez para o ultrapassar.

Bagnaia aguentou os ataques e Valentino Rossi e acabou por garantir o seu primeiro pódio no MotoGP ao terminar na segunda posição, enquanto Rossi foi surpreendido por Joan Mir, que primeiro ultrapassou o seu companheiro de equipa, Alex Rins e na última volta despachou-se do italiano da Yamaha que não conseguir aguentar o ataque de Mir, que desta forma garantiu o lugar mais baixo do pódio.

Já Miguel Oliveira, travou uma luta intensa para chegar ao 10.º lugar. O piloto da Tech3 conseguiu uma segunda fase da corrida num bom ritmo, tendo  mesmo rodado entre os três mais rápidos, mas na última volta foi ultrapassado por Pol Espargaró (KTM), o que levou o piloto português a terminar no 11.º lugar, depois da brilhante vitória no GP da Estíria.

Com estes resultados, Franco Morbidelli foi o quinto piloto a  vencer nesta temporada de MotoGP, enquanto Andrea Dovizioso (Ducati), que realizou uma corrida muito apagada para terminar na sétima posição, é o novo líder do campeonato com uma vantagem de seis pontos para Fabio Quartararo que caiu para a segunda posição.

Filme da corrida

 

Classificação do GP de São Marino de MotoGP

 

Classificação do Mundial de Pilotos

1. Andrea Dovizioso, 76 pontos

2. Fabio Quartararo (SRT Yamaha), 70

3. Jack Miller (Pramac Racing), 68

4. Joan Mir (Suzuki), 60

5. Maverick Viñales (Yamaha), 58

6. Valentino Rossi (Yamaha), 58

7. Franco Morbidelli (SRT Yamaha), 57

8. Brad Binder (KTM), 53

9. Takaaki Nakagami (LCR Honda), 53

10. Miguel Oliveira (Tech3 KTM), 48

 

Classificação do Mundial de Construtores

1. Yamaha, 113 pontos

2. Ducati, 107

3. KTM, 88

4. Suzuki, 73

5. Honda, 53

6. Aprilia, 23

O MotoGP segue já no próximo fim de semana, com o GP de Emilia Romagna que será a segunda corrida no Circuito de Misano.

  • TEMAS:
  • MotoGP

  • GP de São Marino

  • Miguel Oliveira

Veja mais