GP de Teruel: Morbidelli mete a segunda e Miguel Oliveira é sexto | AUTOPORTAL
PUB

GP de Teruel: Morbidelli mete a segunda e Miguel Oliveira é sexto

  • Redação Autoportal
Franco Morbidelli (Lusa)
Franco Morbidelli (Lusa)
Piloto da SRT Yamaha alcançou a segunda vitória da temporada

Franco Morbidelli (SRT Yamaha) alcançou este domingo a sua segunda vitória da temporada ao vencer o GP de Taruel de MotoGP, numa corrida onde Miguel Oliveira (Tech3 KTM) terminou em sexto.

Morbidelli que realizou uma boa largada do segundo lugar da grelha de partida, aproveitou a queda de Takaaki Nakagamio (LCR Honda), que saiu da ‘pole’, na primeira volta para assumir o comando da corrida.

O ítalo-brasileiro colocava um ritmo forte logo nas primeiras voltas com Alex Rins (Suzuki) na sua roda, disposto a repetir a vitória do GP de Aragão, seguido por Johann Zarco e Maverick Viñales (Yamaha).

Mais atrás, Brad Binder (KTM), envolvia-se num toque com Jack Miller (Pramac Racing) com os dois pilotos a terminarem no asfalto. Isto numa altura em que Miguel Oliveira, que largou do oitavo lugar da grelha, recuava duas posições e descia a 10.º atrás de Pol Espargaró (KTM).

Já Alex Márquez (Honda) estava com um ritmo forte e pretendia voltar a conquistar um lugar no pódio e em poucas voltas despachava-se de alguns dos seus adversários e subia à sexta posição.

Na frente da corrida, Morbidelli mostrava que este era o seu fim de semana e colocava um ritmo intenso, batendo mesmo o recorde da pista que pertencia a Jorge Lorenzo desde 2015, ao rodar em 1m48.089s.

Morbidelli e Rins não demoraram muito a abrir uma ligeira vantagem para os seus mais diretos adversários, e Joan Mir (Suzuki) na quinta posição, perdia algum tempo atrás de Maverick Viñales na luta pelo quarto lugar.

O espanhol da Suzuki, acabou mesmo por ultrapassar Viñales, que em apenas uma volta perdeu duas posições, já que Alex Márquez, também se despachou do seu adversário da Yamaha.

Na terceira posição, Johann Zarco (Esponsorama Racing) não tinha ritmo para os dois da frente, acabando por ser rapidamente apanhado por Mir e Márquez.

A 13 voltas do final, Mir ultrapassou Zarco, subindo ao terceiro lugar e Alex Márquez fez o mesmo, mas acabaria por sofrer uma queda pouco depois, o que deixou o espanhol da Honda fora da corrida.

Desta forma, Viñales subia a quinto, mas tinha na sua roda, Pol Espargaró (KTM), Fabio Quartararo (SRT Yamaha) e Miguel Oliveira. O piloto francês ainda travou uma luta dura com Oliveira, mas acabou por não resistir ao melhor andamento do Falcão.

Depois de se despachar de Quartararo, Oliveira caiu na roda de Viñales que tinha já sido ultrapassado por Espargaro e o piloto português acabou igualmente por conseguir despachar-se do espanhol da Yamaha.

Na frente da corrida, Morbidelli conseguia alcançar uma diferença de cerca de 1 segundo para Rins, que mostrava alguma dificuldade em colar na roda do líder. Isto numa altura em que Joan Mir já rodava sozinho na terceira posição.

O interesse da corrida estava então centrado na luta pelos restantes lugares do top cinco, onde Pol Espargaró acabou por ultrapassar Zarco e subir ao quarto lugar, deixando o francês a ‘contas’ com Miguel Oliveira.

O piloto da tech3 KTM tudo fez para chegar à quinta posição, mas Johann Zarco, conseguiu defender-se de todos os ataques de Miguel Oliveira, que acabou a corrida na sexta posição.

Na frente, Franco Morbidelli, alcançou a sua segunda vitória da temporada, com uma vantagem de 2.205s para Alex Rins que foi segundo, na frente de Joan Mir que terminou no lugar mais baixo do pódio e desta forma aumentou para 14 pontos a diferença que o separa de Fabio Quartararo nas contas do campeonato.

Filme da corrida

Classificação do GP de Teruel de MotoGP

Classificação do Mundial de Pilotos

1. Joan Mir (Suzuki), 137 pontos

2. Fabio Quartararo (SRT Yamaha), 123

3. Maverick Viñales (Yamaha), 118

4. Franco Morbidelli (SRT Yamaha), 112

5. Andrea Dovizioso (Ducati), 109

6. Alex Rins (Suzuki), 105

7. Takaaki Nakagami (LCR Honda), 92

8. Pol Espargaró (KTM), 90

9. Jack Miller (Pramac Racing), 82

10. Miguel Oliveira (Tech3 KTM), 79

Classificação do Mundial de Construtores

1. Yamaha, 208 pontos

2. Ducati, 171

3. Suzuki, 163

5. KTM, 143

5. Honda,117

6. Aprilia, 36

O MotoGP segue no próximo dia 8 de novembro, com o GP da Europa que terá lugar no Circuito Ricardo Tormo em Valência.

  • TEMAS:
  • MotoGP

  • GP de Teruel

  • Miguel Oliveira

Veja mais