Dorna faz aviso à Suzuki sobre eventual saída do MotoGP

  • Redação Autoportal
  • 4 mai, 11:09
Álex Rins e Joan Mir (Suzuki)
Álex Rins e Joan Mir (Suzuki)

Promotora do campeonato frisa que são precisos dois para interromper o acordo em vigor

Os rumores de que a Suzuki pode deixar o MotoGP no final desta época levaram a Dorna (a entidade promotora do campeonato) a emitir um comunicado referindo que há um contrato em vigor – firmado no ano passado para mais cinco épocas – e que uma eventual saída da fabricante japonesa não pode ser decidida só por ela.

“No seguimento dos recentes rumores da saída da Suzuki do MotoGP no final de 2022, a Dorna Sports contactou oficialmente a fábrica no sentido de lembrar-lhe que as condições do seu contrato para correrem no MotoGP não lhe permitem tomar esta decisão unilateralmente.

PUB

No entanto, caso a Suzuki saia no seguimento de um acordo entre ambas as partes, a Dorna decidirá sobre o número ideal de pilotos e equipas a correrem na categoria de MotoGP a partir de 2023.”

No comunicado veiculado pelo site do MotoGP, a Dorna refere também que continua a receber várias manifestações de interesse de “equipas oficiais e independentes para participarem na grelha do MotoGP" e que esses interesses voltaram a ser “reconfirmados” nas últimas horas.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

MotoGP: Miguel Oliveira é 12.º na vitória de Bagnaia em Espanha

MotoGP: Yamaha volta à carga para ter Miguel Oliveira

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS