GP da Comunidade Valenciana: Morbidelli sai da ‘pole’ e Oliveira do 10.º lugar

  • Redação Autoportal
  • 14 nov 2020, 14:47
Miguel Oliveira (Tech3 KTM)
Miguel Oliveira (Tech3 KTM)

Piloto português ainda esteve na frente dos tempos, mas foi sendo ultrapassado

Miguel Oliveira vai sair da quarta linha da grelha de partida para o GP, da Comunidade Valenciana, penúltima prova da temporada, depois de ter sido o 10.º piloto mais rápido na Qualificação.

O piloto luso da Tech3 KTM que garantiu um lugar direto na Q2, chegou a liderar a tabela de tempos com a ´pole' provisória, mas acabou com o 10.º melhor registo, depois de ter rodado em 1m30.781s, terminando 0.590s da pole.

PUB

Miguel Oliveira vai ter a seu lado na quarta linha da grelha, dois dos candidatos ao título, Fabio Quartararo (SRT Yamaha) que foi 11.º, depois de ter sido um dos dois pilotos mais rápidos na Q1, e Joan Mir (Suzuki) que não foi além do 12.º lugar na Qualificação a 0.797s da ‘pole’.

Já Franco Morbidelli (SRT Yamaha), alcançou a segunda pole position da sua carreira no MotoGP, ao rodar na sua melhor volta em 1m30.191s, relegando Jack Miller (Pramac Racing) para o segundo lugar a 0.096s, enquanto Takaaki Nakagami (LCR Honda), volta a sair da primeira linha da grelha, depois de ter sido o terceiro mais rápido a 0.126s de Morbidelli.

PUB

A segunda linha será ocupada por Johann Zarco (Esponsorama Racing), Pol Espargaró (KTM) e Maverick Viñales (Yamaha).

Tempos da Q2 para o GP da Comunidade Valenciana:

O GP da Comunidade Valenciana tem lugar este domingo no circuito Ricardo Tormo, em Valência.

Continuar a ler

RELACIONADOS

GP da Comunidade Valenciana: Miguel Oliveira fecha treinos livres em 7.º

GP da Comunidade Valenciana: Miguel Oliveira vai à Q2 com o 9.º melhor tempo

MotoGP: colega de equipa de Miguel Oliveira testa positivo à covid-19

MotoGP em Valência e F1 na Turquia: todos os horários

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS