Jorge Lorenzo: "O meu problema é que apertei de mais com a moto"

  • Redação Autoportal
Jorge Lorenzo (Reuters)
Jorge Lorenzo (Reuters)
Piloto espanhol responde ao diretor da Honda no MotoGP

Jorge Lorenzo respondeu esta quinta-feira ao diretor da equipa da Honda no MotoGP, que veio dizer que o problema do piloto espanhol com a moto é “falta de coragem e vontade”.

Para Lorenzo lembrou agora que ninguém o pode acusar der não tentar ter bons resultados com a Honda.

“Corri riscos com a moto e por isso acabei por sofrer algumas quedas. Eu queria ter bons resultados e, provavelmente, esse foi o problema, ou seja, penso que apertei demais com a moto antes de a conhecer bem e foi por isso que sofri as quedas e as lesões. Essa situação tornou as coisas mais complicadas. Por isso acredito que sem as lesões, acho que não tinha vencido as corridas, mas penso que teria conseguido terminar algumas vezes no pódio ou entre os cinco primeiros”, sublinhou Lorenzo aos jornalistas em Misano.

Quanto à sua continuidade na Honda o piloto espanhol acabou com a especulação em torno da sua possível saída no final da temporada, ao deixar claro que vai cumprir o contrato de dois anos com a marca nipónica.

"Tenho contrato com a Honda por dois anos e, neste momento, não me passa pela cabeça não terminar no contrato. Tudo nesta vida pode acontecer, mas neste momento eu quero voltar a estar, pelo menos ao nível que estava antes da queda no GP da Holanda ", concluiu Lorenzo.

  • TEMAS:
  • MotoGP

  • Jorge Lorenzo

  • Alberto Puig

Veja mais