Miguel Oliveira: "Marc Márquez é um claro candidato ao título"

  • Redação Autoportal
  • 24 mar, 09:00
Miguel Oliveira (KTM)
Miguel Oliveira (KTM)

Piloto português confia na KTM para alcançar resultado justo e ambicionado na nova temporada de MotoGP

O Mundial de MotoGP arranca já no fim de semana com a realização do GP do Qatar, primeira prova da temporada, e Miguel Oliveira acredita que a nova temporada será ainda mais competitiva que a de 2020 onde alcançou duas vitórias.

“Vivemos numa época de motas oficiais, todas na grelha são, à exceção de duas Ducati que eram as oficiais de 2020. Vemos campeões e vice-campeões do Mundo em Moto2 a ascenderem à categoria, outros com nível de performance melhorado. Esse é o nível da competição e não era esperado chegar a uma nova época e termos os adversários piores do que no ano passado”, sublinhou o piloto português em entrevista à agência «Lusa».

PUB

Para a temporada que está prestes a começar, Oliveira não tem dúvidas em apontar o hexacampeão, Marc Márquez, como candidato ao título apesar do espanhol não alinhar nas duas primeiras corridas da temporada por estar ainda a  recuperar da fratura do úmero do braço direito, que o afastou de grande parte das corridas de 2020.

“O Marc Márquez é um claro candidato ao título este ano e mesmo a falta de pontuação, numa ou duas corridas, não o vão impedir de obter bons resultados este ano”, reconheceu o piloto português.

PUB

Oliveira está confiante para a nova temporada e assegura que a KTM melhorou “em tudo”, assumindo a prontidão para alcançar os resultados ambicionados na sua terceira temporada na classe rainha do motociclismo.

“Tecnicamente, acredito que sou um piloto muito completo. Também acredito que a nossa mota é muito completa, poderá haver algum circuito ou alguma característica que não se adapte tão bem à nossa máquina, como é o caso da pista do Qatar, mas acredito que somos muito completos e, obviamente, tentaremos capitalizar as oportunidades. A preparação está feita, acreditamos no trabalho, a equipa é muito competente, e acredito que, juntos, vamos alcançar o resultado que merecemos e que ambicionamos”, acrescentou Miguel Oliveira.

PUB

O piloto português, de 26 anos, está confiante na evolução da RC16, depois de uma temporada em que marca austríaca revelou a competitividade da sua moto.

“Evoluímos em tudo, um bocadinho em tudo. Tentámos focar-nos em todos as áreas da mota, porque já tínhamos um pacote muito competitivo em 2020, e a única coisa que tentámos fazer foi levar motor, chassis, braço oscilante e aerodinâmica um pouco mais acima, para ganharmos performance e, noutros casos, para aumentarmos a nossa baliza de trabalho em termos de ‘setup’ em circuitos em que não tenhamos corrido e termos mais margem de manobra para a afinar”, concluiu o piloto português.

PUB

A nova temporada de MotoGP arranca este fim de semana, no circuito de Losail, no Qatar, e conta com 19 provas confirmadas, incluindo o GP de Portugal, que volta a realizar-se em Portimão, e que está agendado para 18 de abril.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Miguel Oliveira lança 2021: "O objetivo é lutar pelo título”

Oficial: Marc Márquez falha as duas primeiras rondas do Mundial de MotoGP

MotoGP: Stefan Bradl substitui Marc Márquez no arranque do campeonato

Miguel Oliveira lamenta “triste, mas esperada” ausência de público em Portimão

COMPUTADOR DE BORDO

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS