Miguel Oliveira: “Não conseguimos ser competitivos ao longo de toda a corrida”

  • Redação Autoportal
  • 28 mar, 21:47
Miguel Oliveira (KTM Racing)
Miguel Oliveira (KTM Racing)

Piloto português terminou a primeira prova da temporada na 13.ª posição

Miguel Oliveira somou esse domingo os primeiros pontos na nova temporada de MotoGP, ao terminar o GP do Qatar prova de abertura da época, na 13.ª posição, tendo sido o melhor piloto da KTM.

Oliveira que largou da 15.ª posição da grelha de partida, esteve na luta pelo top 10, mas acabou por terminar a corrida na 13.ª posição a 11,457s do vencedor, Maverick Viñales, devido ao desgaste do pneu de composto macio da frente da sua moto.

PUB

“Terminamos um pouco à frente da posição em que começamos, o que é positivo e sabemos que o nosso potencial é muito melhor. Não conseguimos ser mais fortes por causa do desgaste do pneu dianteiro”, reconheceu Miguel Oliveira em comunicado revelado pela sua equipa.

O piloto da KTM, deixou claro que a partir do meio da corrida ficou bastante difícil manter-se em cima da mota devido à falta de aderência do pneu da frente.

“Perdemos bastante aderência antes de chegarmos a meio da corrida o que comprometeu o nosso desempenho e passei a ter de perder tempo para evitar uma queda. Sentimos que a nossa moto é forte, mas não conseguimos ser competitivos ao longo de toda a corrida com este tipo de pneus”, concluiu Miguel Oliveira.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

GP do Qatar: Viñales conquista a vitória e Oliveira é 13.º

F1: Hamilton ganha o primeiro duelo no Bahrain

COMPUTADOR DE BORDO

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS