Miguel Oliveira: “Nas primeiras três voltas não olhei para as indicações das boxes” | AUTOPORTAL
PUB

Miguel Oliveira: “Nas primeiras três voltas não olhei para as indicações das boxes”

  • Redação Autoportal
Miguel Oliveira (Lusa)
Miguel Oliveira (Lusa)
Piloto português alcançou a segunda vitória da temporada ao vencer o GP de Portugal

Miguel Oliveira (KTM) venceu este domingo o GP de Portugal de MotoGP, última prova do campeonato e reconheceu no final que depois de assumir o comando da corrida, tudo fez para conseguir chegar à vitória.

O piloto português que partiu do primeiro lugar da grelha, dominou a corrida desde o arranque, sendo, durante quase toda a prova, o piloto mais rápido em pista.

“Nas primeiras três voltas não olhei para as indicações das boxes, estava decidido a manter o meu ritmo e ver se algum piloto vinha comigo. Depois fiquei com uma vantagem de meio segundo sobre os meus adversários e a partir dai tentei aumentar, pouco a pouco, a diferença, para nas últimas 10 voltas estar mais apto para gerir a corrida”, sublinhou Miguel Oliveira na conferencia de imprensa após a corrida.

Com a vitória no GP de Portugal, Miguel Oliveira termina a temporada no nono lugar da classificação do campeonato de pilotos, a 14 pontos do terceiro classificado, o que é revelador da competitividade do mundial de MotoGP e do nível do piloto da Tech3 KTM.

“Foi um mundial muito próximo, entre os pilotos de fábrica e das equipas satélite. Conseguimos ter pilotos de formações satélite a vencer corridas e é muito mais imprevisível gerir o fim de semana de corridas. Isso obrigou a que estivéssemos sempre no nosso melhor em todas as corridas, e para o ano penso que vai ser ainda mais difícil”, acrescentou o piloto português.

Oliveira sublinhou que não foi o maior conhecimento do Autódromo Internacional do Algarve a fazer a diferença.

"Concordo que tinha um conhecimento diferente da pista, sobretudo com vento, mas não sei até que ponto isso é vantagem, porque tivemos muito tempo para os treinos e a mota é muito diferente da das Superbikes. O Franco Morbidelli e outros também já correram aqui, todos testaram aqui em outubro", sublinhou Miguel Oliveira.

O piloto português alcançou duas vitórias na temporada que agora terminou, feito que nenhum piloto da KTM conseguiu, apesar de Pol Espargaró ter concluído a época no quinto lugar do campeonato.

“É algo que não vejo como negativo, a verdade é que penso que poderíamos ter feito melhor nesta temporada”, concluiu Miguel Oliveira.

Com a vitória no GP de Portugal, Miguel Oliveira ascendeu à nona posição do campeonato de pilotos, ganho pelo espanhol Joan Mir (Suzuki), que este domingo não terminou a corrida devido a problemas mecânicos na sua mota.

  • TEMAS:
  • MotoGP

  • GP de Portugal

  • Miguel Oliveira

Veja mais