GP da Grã-Bretanha: Red Bull entra a acelerar com a Mercedes atrás

  • Redação Autoportal
Pierre Gasly (Reuters)
Pierre Gasly (Reuters)
Pierre Gasly foi o mais rápido no arranque dos Treinos Livres

Pierre Gasly foi o piloto mais rápido na primeira sessão de Treinos Livres para o GP da Grã-Bretanha que arrancaram na manhã desta sexta-feira em Silverstone - a primeira vez que fechou uma sessão na frente.

O piloto francês da Red Bull manteve o motor Honda em alta rotação e, com recurso apenas aos pneus mais macios, ‘sacou’ o melhor tempo no final da sessão retirando três décimos de segundo ao registo dos TL1 do ano passado.

Com o tempo de 1m27.173s, Gasly deixou o Mercedes de Valtteri Botas a quatro décimos de segundo. Max Verstappen (o vencedor da última prova) ficou a oito décimos do seu colega de equipa e o outro carro a menos de um segundo de Gasly foi o Merceds de Lewis Hamilton.

Os dois Ferrari já passaram do segundo de diferença para o francês numa sessão em que o tempo incerto e a possibilidade de chuva já levaram Charles Leclerc e Sebastian Vettel atestarem os pneus intermédios no novo asfalto de Silverstone – como também fizeram os dois Mercedes e os Williams de George Russell e Robert Kubica.

A adaptação dos pilotos à pista custou algumas saídas, se bem que Romain Grosjean conseguiu destruir a asa dianteira do Haas ainda em pleno ‘pit lane’ num pião. Mas a pior situação aconteceu a Kmi Raikkonen, com o Alfa Romeo a parar em plena pista obrigando à interrupção da sessão para retirar o carro do finlandês, que ficou pelas 11 voltas nesta manhã.

Tempos dos TL1 do GP da Grã-Bretanha:

  • TEMAS:
  • Pierre Gasly

  • GP Grã-Bretanha

  • Fórmula 1

Veja mais