Mission R: o novo Porsche elétrico que vai até aos 800 kW de potência

  • Redação Autoportal
  • 8 set, 09:25

Modelo com dois motores elétricos e tração integral entre muitos argumentos de competição

A Porsche revelou o Mission R, um concept elétrico para competição com quase 1.100 cv de potência combinando a paixão pelas corridas com tecnologias pioneiras e os materiais sustentáveis, como plásticos reforçados com fibras naturais.

Como principal cartão de visita a marca alemã destaca o poder deste carro: “os dois novos motores elétricos incorporados no Porsche Mission R disponibilizam até 800 kW (1.088 cv) no chamado modo qualifying. A capacidade da bateria é de cerca de 80 kWh e o inovador sistema de recuperação torna possível acelerar em modo competição sem perda de potência”.

PUB

Com tração integral e os quase 1.100 cv no modo Qualifying, o Mission R atinge os 10 km/h em menos de 2.5 segundos e a velocidade máxima de 300 km/h – em pista, este modelo de competição alcança o mesmo tempo por volta que o atual Porsche 911 GT3 Cup.

Novos motores elétricos e as células da bateria – com refrigeração a óleo – garantem uma potência constante de 500 kW (680 cv) no modo Race tendo sido eliminada a redução da potência da bateria devido às condições térmicas (‘derating’). O Porsche Mission R tem um motor com até 320 kW (435 cv) acoplado ao eixo dianteiro e outro com um máximo de 480 kW (653 cv) no eixo traseiro.

PUB

A tecnologia de 900 volts e o Porsche Turbo Charging permitem uma paragem de apenas 15 minutos em corrida para carregar (até 340 kW) a bateria de 5 até 80 por cento SoC (‘state of charge’).

"Como complemento ao nosso envolvimento no Campeonato Mundial de Formula E, estamos agora a dar o próximo grande passo em direção à mobilidade elétrica. Este concept é a nossa visão de automóvel de competição elétrico para clientes. O Mission R incorpora tudo o que torna a Porsche forte: performance, design e sustentabilidade", afirma Oliver Blume, Chairman do Conselho Executivo da Porsche AG.

PUB

O Mission R apresenta também novos desenvolvimentos no Porsche Active Aerodynamics (PAA) com Drag Reduction System (DRS) na secção do nariz e na asa traseira – compreende três lamelas em cada uma das entradas de ar laterais da secção do nariz, assim como uma asa traseira ajustável de duas secções.

A carroçaria foca-se na redução de CO2 e na sustentabilidade sendo “largamente composta” por plástico reforçado com fibras naturais (material produzido a partir de fibras de linho obtidas a partir da agricultura) desde o lábio do spoiler dianteiro, difusor e saias laterais até ao interior, como nos painéis das portas, na traseira e no banco.

PUB

O design interior focado no condutor compreende um ecrã ergonomicamente colocado entre os controlos do volante (com dados relevantes da corrida) e o monitor acima da coluna de direção apresenta as imagens das câmaras dos espelhos retrovisores laterais e central. Um ecrã tátil à direita do banco pode ser utilizado para mostrar os dados biométricos do condutor, por exemplo, e “inúmeras outras câmaras no interior podem ser utilizadas para oferecer sequências para uma transmissão em direto”.

A monocoque do condutor duplica-se exatamente da mesma forma como um simulador de eSports e a estrutura de segurança é produzida com materiais compósitos em fibra de carbono assegurando proteção para o condutor e baixo peso. A nova estrutura em carbono para o tejadilho designada "exoskeleton" combina uma célula de segurança com a cobertura do tejadilho.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Segundo os desejos dos condutores, como seria o carro do futuro?

Mini Strip: Estilista Paul Smith reinventou ícone com materiais reciclados

Vídeo: Baidu revela um carro autónomo futurista com avançada inteligência artificial

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS