Ricardo Teodósio é o novo campeão nacional de Ralis

  • Redação Autoportal
  • 6 nov, 19:55
Ricardo Teodósio
Ricardo Teodósio

Bruno Magalhães venceu Rali de Mortágua

Ricardo Teodósio (Skoda Fabia Evo) sagrou-se neste sábado campeão nacional de Ralis pela segunda vez com o segundo lugar obtido no Rali de Mortágua, a oitava e derradeira prova do Campeonato, que foi ganha por Bruno Magalhães (Hyundai i20).

O piloto algarvio, que já tinha sido campeão absoluto em 2019 e tem José Teixeira como navegador, aproveitou da melhor forma o despiste (devido a um furo) sofrido pelo líder do campeonato à partida para esta prova, Armindo Araújo (Skoda Fabia) e reconquistou o título perdido em 2020.

PUB

“Foi mau conquistar o título desta maneira. É bom conquistar o título, mas sem o meu adversário direto na luta não é tão bom. Gosto de ganhar com os meus adversários na estrada. Não aconteceu da maneira que gostávamos, mas também não foi um rali fácil, porque tivemos problemas com o carro. Tivemos de recuperar à tarde para ir de quinto até segundo”, explicou o piloto de 45 anos à agência Lusa.

Teodósio viu um parafuso da caixa de velocidades do seu Skoda partir, o que encravou o comando em terceira velocidade fazendo o piloto cair para o quinto lugar – o que era insuficiente para a conquista do título.

PUB

Resolvido o problema, Teodósio atacou na segunda passagem pelos quatro troços da tarde ascendendo ao segundo lugar na derradeira especial do dia, a 'power stage'.

Bruno Magalhães, que entrou ao ataque logo de manhã, venceu a prova com o tempo de 1h05m48,2s deixando Teodósio a 27.9 segundos.

Miguel Correia (Skoda Fábia Evo) foi o terceiro, a 34.8 segundos do vencedor, com Pedro Meireles (Volkswagen Polo) a ser o quarto, a 42.1 segundos.

PUB

Armindo Araújo, que precisava de ser pelo menos segundo perdeu o título por apenas um ponto.

“Infelizmente, sofremos um furo no primeiro quilómetro e, numa travagem mais forte, poucos metros depois, saímos de estrada. Não havia nada a fazer e, dado o resultado conseguido pelo Ricardo Teodósio, não conseguimos revalidar o título por um ponto. Não era este obviamente o desfecho que procurámos e que trabalhámos toda a temporada, mas os ralis são mesmo assim. Muitos parabéns aos vencedores, a todos os que acreditaram em nós e a toda a minha equipa. Para o ano estaremos cá de novo para poder lutar pelas vitórias e pelo título”, disse Armindo Araújo.

PUB
Continuar a ler

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS