WEC: Peugeot associa-se à Rebellion para voltar a vencer em Le Mans

  • Redação Autoportal
Peugeot WEC
Regresso da marca francesa ao mundial de resistência vai acontecer em 2022

Depois de ter anunciado o seu regresso ao mundial de resistência em 2022, a Peugeot revelou agora que o vai fazer em parceria com a Rebellion Racing.

A equipa suíça é uma referência entre os privados que alinham no campeonato e a Peugeot vai definir as linhas mestras do projeto, em janeiro de 2020, altura em que a Peugeot Sport e a Rebellion vão a acertar a estrutura de toda a nova equipa.

A parceria agora anunciada arranca com a estreia da nova regulamentação do mundial de resistência, que vai marcar a estreia dos hiperdesportivos.

Em comunicado oficial, Jean Marc Finot, diretor desportivo do grupo PSA, destacou a importância deste novo projeto conjunto.

“O programa vai arrancar em 2022 e estamos extremamente satisfeitos por nos juntarmos a um dos grandes nomes das provas de resistência. A experiência da Rebellion Racing no FIA WEC será um enorme trunfo para criar a equipa mais forte possível para este nosso programa, como se comprova pela recente vitória da equipa em Xangai. As responsabilidades serão divididas em função das nossas competências, sendo que todos estaremos baseados em França”, sublinhou o responsável da marca francesa.

Recorde-se que no último ano de participação da Peugeot no mundial de resistência, o piloto português, Pedro Lamy, fez parte da equipa que alcançou o segundo lugar as 24 Horas de Le Mans, na categoria LMP1, juntamente com Sébastien Bourdais e Simon Pagenaud.

  • TEMAS:
  • WEC

  • Peugeot

  • Rebellion Racing

Veja mais