“Ferrari está em forma, se houvesse Mundial no inverno ganhava sempre”

  • Redação Autoportal
Christian Horner
Christian Horner
Diretor da Red Bull explica que a preparação do carro não está ainda preocupada com os tempos

A Red Bull está neste momento mais preocupada com a fiabilidade do motor Honda do que colocar o RB15 com os melhores tempos da pré-época da Fórmula 1. Com o rendimento real dos carros ainda aguardado para as primeiras corridas, o diretor da equipa austríaca não valoriza um ‘titulo de campeão de inverno’, que atribui facilmente à Ferrari.

Christian Horner não se mostrou surpreendido, por isso, com os tempos conseguidos pelos pilotos da Scuderia nos primeiros testes de pré-época em Barcelona, na semana que passou: “A Ferrari está sempre forte no inverno. Se houvesse um Mundial de inverno, ganharia todos os anos.”

“Mas os pontos são dados no verão”, advertiu Horner em entrevista ao jornal «Marca» reconhecendo, porém, o bom desempenho do SF90 nesta altura: “É verdade que chegaram aqui com um carro sólido e forte, mas estas não são de perto as temperaturas com que vamos correr. Mas vê-se que estão em forma.”

Já em relação anovo Red Bull com motor Honda, o diretor da equipa austríaca assume que a “avaliação é positiva”, pois “o motor está a responder extremamente bem em termos de fiabilidade” e mesmo “acima dos objetivos”. Fieis a “programa” e objetivos” para esta pré-época, a Red Bull só espera “medir” a sua “competência a partir da primeira corrida”.

A diferença de tempos para os mais rápidos é, assim, coisa que “não preocupa” neste momento, mas Horner acredita que o défice de potência para os adversários terá diminuído: “O que é certo é que agora temos mais potência do que tínhamos no ano passado. Não sabemos o que conseguiram Ferrari, McLaren e Renault durante o inverno. Só teremos uma visão real da situação depois das três ou quatro primeiras corridas.”

  • TEMAS:
  • Red Bull

  • Christian Horner

  • Ferrari

Veja mais