F1: Ferrari quer conquistar o Mundial com o novo SF1000

  • Redação Autoportal
  • 11 fev 2020, 18:34

Equipa de Maranello foi a primeira a apresentar o seu novo monolugar para a nova temporada

A Ferrari apresentou esta terça-feira, o novo SF1000, o monolugar que Sebastian Vettel e Charles Leclerc vão utilizar na próxima temporada de Fórmula 1.

O SF1000 é uma homenagem ao fabricante italiano que na próxima temporada de F1 vai participar na sua corrida 1000 no campeonato do mundo de Fórmula 1.

PUB

A apresentação do carro de 2020 teve lugar no Teatro Valli, Reggio Emilia, Itália, onde foi possível confirmar que a decoração do SF1000 parece praticamente inalterada, face à apresentada em 2019 pelo SF90, com destaque para um tom de vermelho ligeiramente diferente.

"Será claramente um ano interessante, uma competição difícil, uma longa temporada, mas também é uma temporada importante porque, paralelamente, temos que criar e desenvolver um carro completamente novo, de acordo com os regulamentos que vão entrar em vigor na F1 em 2021. Mattia Binotto e a sua equipa estão a fazer um ótimo trabalho e estamos ansiosos por sucessos no futuro”, afirmou o responsável da Ferrari, Louis Camilleri.

O novo SF1000 é a aposta da Ferrari para tentar quebrar o domínio da Mercedes evidenciado ao longo das últimas temporadas.

PUB

Para Mattia Binotto, o novo monolugar parece semelhante ao de 2019, mas é “completamente diferente. Partimos do SF90, mas fomos mais radicais que pudemos no conceito do novo monolugar", sublinhou o responsável pela equipa da Ferrari na F1.

Sebastian Vettel e Charles Leclerc vão estrear o novo carro a 19 de fevereiro, na primeira sessão de testes de pré-temporada a realizar em Barcelona, que marca o arranque da nova temporada.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Vettel é a "primeira opção" da Ferrari para 2021

Leclerc: “Fiz um ótimo trabalho para não repetir os erros de 2019”

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS