GP da Bélgica: Ferrari acelera, Albon brilha, Hamilton tem problemas

  • Redação Autoportal
Sebastian Vettel (Associated Press)
Sebastian Vettel (Associated Press)
Fórmula 1 está de regresso com 'dobradinha' dos carros vermelhos nos primerios treinos

Os primeiros Treinos Livres para o GP da Bélgica de Fórmula 1 que marcaram neste sexta-feira de manhã o regresso do Mundial depois da paragem de verão fceharam com uma ‘dobradinha’ dos Ferrari na folha de tempos, com Sebastian Vettel na frente de Charles Lecler por 2 décimos de segundo.

Atrás dos Ferrari nos tempos ficaram os dois Red Bull, já a cerca de 1 segundo do alemão, com Max Verstappen a comandar a equipa austríaca, mas com o brilho a ter também de ser repartido com Alexander Albon, que faz a sua estreia com o RB15 – e sabendo já que vai ser penalizado na grelha.

O piloto tailandês foi cerca de 3 décimos de segundo mais rápido do Valtteri Bottas, que encimou a terceira linha dos tempos para a Mercedes, com Lewis Hamilton a passar por problemas mecânicos na maior parte da sessão.

O campeão do mundo esteve uma hora entre saídas para a pista e regressos forçados à box e só conseguiu marcar um tempo – quase 1.4s mais lento do que Vettel – na última meia hora dos TL1. A Mercedes informou que Hamilton teve problemas no acelerador.

O regresso da F1 fez-se com Nicholas Latifi a ocupar o lugar de George Russell na Williamn e o piloto de testes acabou por ser mais rápido do que Robert Kubica. O regresso fez-se também logo com um Virtual Safety Car, quando Lance Stroll perdeu parte da tampa do motor e foi preciso retirar os destroços do Racing Point da pista.

Os problemas de Stroll não o impediram de comandar o ‘segundo pelotão’ à frente de Renault e McLaren e com os dois carros da Racing Point a entrarem no top 10 dos tempos nesta primeira sessão:

Tempos dos TL1 do GP da Bélgica:

  • TEMAS:
  • Sebastian Vettel

  • GP Bélgica

  • Fórmula 1

Veja mais