Vettel assumiu “erro”, pediu desculpa e Verstappen aceitou

  • Redação Autoportal
Max Verstappen e Sebastian Vettel (Reuters)
Max Verstappen e Sebastian Vettel (Reuters)
Alemão da Ferrari ficou em penúltimo no GP da Grã-Bretanha, holandês ainda conseguiu terminar em quinto

Sebastian Vettel assumiu publicamente que foi um “erro” seu que originou o acidente em que envolveu Max Verstappen e foi também publicamente que o alemão da Ferrari se desculpou perante o holandês da Red Bull.

Na disputa pelo terceiro lugar, a 15 voltas do final do GP da Grã-Bretanha, Verstappen ultrapassou Vettel. Na tentativa de resposta, o alemão foi longe de mais na travagem para a Curva 15, bloqueou as rodas e abalroou o Red Bull pela traseira.

Vettel acabou o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 no penúltimo lugar (16.º) tendo sido penalizado com 10 segundos durante a corrida e ainda acumulou dois pontos de penalização na superlicença.

“É claro que inicialmente pensei que havia um espaço, mas, depois de algumas voltas percebi que era um erro meu. Fui até Max e contei o que pensava. Para mim, isso é mais importante do que qualquer decisão de comissário, para ser honesto”, disse Vettel numa citação do «Motorsport.com».

Verstappen resignou-se com o seu destino, pois ainda pensou que as consequências fossem maiores. "Acho que ele avaliou mal a travagem, mas ele pediu desculpas imediatamente e é isso", afirmou o holandês dizendo ser ”dececionante”, mas também que “não se pode mudar isso agora”.

Mesmo assim, Verstappen também não se deu por totalmente desalentado: “A direção hidráulica mais ou menos falhou, foi muito difícil. E parecia que o banco estava a mover-se muito. O difusor estava partido, o fundo plano estava partido, as peças caíam por baixo... Não foi bom, assim, estou feliz por ficar em quinto."

  • TEMAS:
  • Sebastian Vettel

  • Max Verstappen

  • GP Grã-Bretanha

Veja mais