MotoGP: Joan Mir não quer o número 1 na sua moto

  • Redação Autoportal
  • 12 fev, 16:13
Manuel Luís Goucha e Vasco Palmeirim
Joan Mir (Suzuki)

Campeão do mundo de MotoGP vai continuar a utilizar o número 36 na sua moto

O campeão mundial de MotoGP, o espanhol Joan Mir (Suzuki), anunciou esta sexta-feira que vai manter o número 36 na sua mota na próxima temporada, evitando o número 1, atribuído o campeão, mas que tem sido aziago nas últimas duas décadas.

"Um dia levantei-me e, pronto, estava decidido. O número vai ser o mesmo de sempre. Tinha sido bonito usar o 1, que é uma experiência única e um sonho, mas o 36 foi o número com que cheguei até aqui", sublinhou Mir num vídeo publicado nas redes sociais

Recorde-se que desde 1999 que o piloto que utiliza o número 1 na sua mota nunca conseguiu ser campeão.

Esta espécie de número aziago começou com o australiano Mick Doohan (Honda), que foi campeão em 1998 mas que, em 1999, com o 1 na sua Honda de 500cc, sofreu lesões graves que o obrigaram a terminar a carreira.

O espanhol Alex Crivillé (Honda) viria a ser o campeão desse ano e utilizou o 1 em 2000, mas a coroa foi para o norte-americano Kenny Roberts Jr. (Suzuki), que no ano seguinte, também fez questão em tentar quebrar o enguiço ao usar o número 1, mas acabou por perder o título para o italiano Valentino Rossi, que nunca deixou o 46.

Assim, o campeão seguinte a usar o número 1 foi o malogrado norte-americano Nicky Hayden, que ganhou o Mundial em 2006, perdendo o título em 2007 para o australiano Casey Stoner.

Também Stoner caiu na ‘maldição’ do número 1, perdendo o título de 2008, ano para Rossi.

Só em 2011 um piloto voltaria a usar o 1, no caso o espanhol Jorge Lorenzo, campeão em 2010, mas que não fugiu à tradição e perder o título com o número 1 na sua mota, para Stoner.

O australiano voltou a usar o número aziago em 2012, ano em que Lorenzo recuperou o título.

Nos últimos nove anos, nenhum piloto utilizou o número 1, reservado aos campeões, nas suas motas.

O espanhol Marc Márquez nunca deixou de utilizar o 93, Jorge Lorenzo, campeão em 2015, manteve o 99 e, agora é a vez de Joan Mir decidir continuar a utilizar o 36, escapando assim ao aziago número 1.

RELACIONADOS

Miguel Oliveira: “Contente por ter Portugal no calendário" de MotoGP

MotoGP: KTM e Miguel Oliveira estão prontos para 2021

Marc Márquez com sinais positivos na recuperação da lesão do braço direito

MotoGP: Ducati apresenta-se a 2021

COMPUTADOR DE BORDO

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS