Rossi está à beira de uma das piores temporadas de sempre no MotoGP

  • Redação Autoportal
Valentino Rossi (Reuters)
Valentino Rossi (Reuters)
Piloto da Yamaha acumula 11 corridas consecutivas sem subir ao pódio

Valentino Rossi está a beira de realizar uma das suas piores temporadas de sempre no MotoGP.

O piloto italiano da Yamaha soma dois pódios em 14 rondas já realizadas e acumula 11 corridas consecutivas sem saber o que é ocupar um lugar entre os três primeiros.

Em 18 temporadas que Valentino Rossi leva no MotoGP, nunca o piloto italiano esteve tanto tempo sem ocupar um dos três primeiros lugares numa corrida, e é preciso recuar à temporada de 2011, quando alinhava pela Ducati, para encontrar uma sequência de 13 provas em que Rossi não conseguiu subir ao pódio.

Valentino Rossi subiu este ano por duas vezes ao pódio, logo no arranque da temporada, nas rondas da Argentina e da América, onde alcançou dois segundos lugares, de lá para cá, o italiano não voltou a festejar um pódio.

Esta situação só encontra paralelo na péssima temporada de 2011 realizada ao serviço da Ducati, onde só por uma vez, o nove vezes campeão do mundo, subiu ao pódio.

A Yamaha continua longe de ter uma moto competitiva para lutar pelas vitórias, já que a Honda e Marc Márquez têm dominado a temporada.

Já Rossi continua a debater-se com problemas de afinação da sua moto e tem visto este ano Maverick Viñales e Fabio Quartararo (SRT Yamaha), fazerem a festa do pódio.

O seu companheiro de equipa já subiu cinco vezes ao pódio nesta temporada e venceu mesmo o GP da Holanda. Já o ‘rookie’ da equipa satélite da Yamaha, Quartararo, tem sido a grande surpresa da temporada e já subiu ao pódio por quatro vezes.

Para além disso, Valentino Rossi não sabe o que é vencer desde o GP da Holanda de 2017 e desde a vitória em Assen só por nove vezes esteve no pódio, o que é manifestamente pouco, para o piloto da Yamaha habituado a vencer.

A cinco rondas do final da temporada, Valentino Rossi ocupa o sexto lugar do campeonato com 137 pontos, menos 10 que o seu companheiro de equipa na Yamaha e mais 12 pontos que Quartararo que está na sétima posição.

  • TEMAS:
  • MotoGP

  • Valentino Rossi

  • Yamaha

Veja mais