Rossi, o acidente e o futuro: “Se deixasse o MotoGP faria outra coisa perigosa”

  • Redação Autoportal
Valentino Rossi (Lusa)
Valentino Rossi (Lusa)
Piloto italiano de 41 anos garante que o acidente de Zarco e Morbidelli não o faz mudar de ideias sbre continuar a correr em 2021

Valentino Rossi viu duas motos a destruírem-se a alta velocidade cruzando a sua frente em resultado do acidente entre Johann Zarco e Franco Morbidelli no GP da Áustria de MotoGP.

«Il Dottores» não escondeu o susto que o deixou incrédulo com a espetacularidade que se tinha passado e o perigo por que passou. Mas, nesta quinta-feira, o piloto de 41 anos. Em conferência de imprensa do MotoGP, já se mostrou mais sereno no olhar para o desporto e garante que o susto não afeta a sua vontade de continuar a correr em 2021.

“Não! De qualquer forma, se parasse com o MotoGP eu faria alguma outra coisa que é perigosa. Eu quero correr com carros, fazer as 24 horas, de qualquer forma é perigoso. Ou reformo-me em casa e fico na minha quinta com os cavalos ou na minha cama… De qualquer forma, se somos pilotos é um risco. Não! Eu não mudo de ideias e quero continuar no próximo ano."

O GP da Estíria é a quinta prova do Mundial de MotoGP. Fique a par dos horários do fim de semana.

  • TEMAS:
  • Valentino Rossi

  • MotoGP

  • Gp austria

Veja mais