Rali da Argentina: Sébastien Ogier quer vencer pela primeira vez

  • Redação Autoportal
Sébastien Ogier (Citroën Racing)
Sébastien Ogier (Citroën Racing)

Quinta ronda da temporada do WRC promete luta apertada pela vitória

O rali de Argentina, quinta ronda do Mundial (WRC) arranca já na quinta-feira e promete uma forte animação numa prova onde o líder do Mundial, Thierry Neuville (Hyundai), quer repetir a vitória de 2017 e onde Sébastien Ogier (Citroën)  quer terminar com o azar argentino.

O piloto francês da Citroën nunca venceu o Rali da Argentina e este ano chega à quinta ronda do mundial a apenas dois pontos da liderança do campeonato ocupada por Neuville.

A tarefa de Ogier e Neuville não vai ser fácil nesta quinta ronda da temporada do WRC, já que Ott Tanak (Toyota) quer repetir a vitória do ano passado e assim recuperar a liderança do mundial que perdeu no Rali da Córsega.

A luta pela vitória na primeira de duas provas na América do Sul vai certamente contar com outros protagonistas, caso de Kris Meeke (Toyota) que já venceu a prova em 2015 e Dani Sordo (Hyundai) que já mostrou que nos ralis de terra é sempre um candidato ao pódio.

Numa das provas mais duras da temporada, o Rali da Argentina volta a estar sediado em Villa Carlos Paz, e a prova de três dias conta com um total de 18 especiais e 347,50 quilómetros ao cronometro, que arrancam na quinta-feira com a realização da super especial de abertura precisamente em Villa Carlos Paz.

Na sexta-feira os pilotos têm pela frente sete especiais que colocam um ponto final na primeira etapa do rali, no total de 147,82 quilómetros cronometrados.

Já no sábado a segunda etapa vai contar igualmente com sete especiais, num total de 146,52 quilómetros cronometrados, enquanto no domingo, último dia do Rali da Argentina, os pilotos vão ter de cumprir três especiais no total de 53,16 quilómetros ao cronometro.

  • TEMAS:
  • Rali da Argentina

  • WRC

  • Sébastien Ogier

Veja mais