Vídeo: Baidu revela um carro autónomo futurista com avançada inteligência artificial

  • Redação AWAY
  • 3 set, 11:00
CNBC

Um chip capaz de processar grandes quantidades de dados pode ser a aposta do gigante tecnológico chinês Baidu para o mercado emergente dos veículos autónomos

A Baidu é uma empresa chinesa que lidera o mundo da internet, uma espécie de equivalente ao Google, mas do lado oposto do globo. Além disso, tem sido pioneira em soluções que utilizam a inteligência artificial e a sua grande novidade é o novo chip Kunlun 2, de segunda geração, que poderá ser um componente essencial para apoiar tecnologias como a da condução autónoma.

 

Segundo as informações disponíveis, este novo semicondutor de segunda geração tem a capacidade de processar grandes quantidades de dados, ajudando a explorar da melhor forma toda a potência computacional disponível e tem como destino principal as áreas relacionadas com a condução autónoma, que se está a começar a produzir em grande escala.

PUB

Depois da primeira geração deste mesmo chip, lançado no mercado em 2018, a Baidu começou a trabalhar nesta nova geração que é agora apresentada e que representa um investimento em torno dos dois mil milhões de dólares. Esta decisão segue a forte aposta efetuada nas áreas dos semicondutores e da inteligência artificial, duas tecnologias-chave através das quais a China espera aumentar a sua experiência e presença no mercado.

PUB

Em paralelo com o Kunlun 2, a Baidu também apresentou o seu novo Robocar, um automóvel autónomo de desenho estranho e com as portas a abrir para cima, que inclui um enorme ecrã de entretenimento do seu habitáculo. É ainda um protótipo, mas consegue revelar a ambição da Baidu neste mundo da condução autónoma, que tem um potencial de lucro enorme para a empresa.

A experiência da empresa neste campo tem vindo a ser desenvolvida no mundo real, através da gestão de serviços de transporte autónomo em cidades como Guangzhou ou Pequim, ainda que numa área reduzida e muito controlada. Este serviço pode ser acedido pelos utilizadores através de uma aplicação.

PUB

Numa entrevista recente à CNBC, Wei Dong, vice-presidente da Baidu Intelligent Driving Group, afirmou mesmo que a empresa espera disponibilizar este serviço em massa dentro de dois anos. E no passado mês de junho, foi já anunciada uma parceria com o construtor de automóveis BAIC Group, que tem o objetivo de construir 1000 modelos sem condutor ao longo dos próximos três anos, destinados a explorar um novo serviço de transporte autónomo que estará disponível no país inteiro.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

China apresenta o comboio mais rápido do planeta

Energia solar: Aptera Sol com motor de 150 kW e 1.600 km de autonomia

Projetar Cidades Inteligentes: Uma necessidade emergente

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT