Mobilidade elétrica: Estudo da Spin revela que trotinete já substitui carro e jornadas a pé em algumas cidades

  • 4 jun, 12:20
CT/Spin
Estudo da Spin sobre mobilidade urbana sustentável
Estudo da Spin sobre mobilidade urbana sustentável

A subsidiária da Ford para a mobilidade elétrica nas cidades Spin concluiu que 38% das pessoas já preferem utilizar uma trotinete

A empresa de micromobilidade Spin, subsidiária do construtor Ford, realizou no início de maio um estudo em Essex no Reino Unido para perceber como as pessoas estão a aderir à mobilidade urbana elétrica desde 2020.

A Spin descobriu que mais de três quartos dos utilizadores (82%) optaram por uma trotinete elétrica ou e-Scooter para as suas viagens ou jornadas citadinas. Isto ocorreu desde que o projeto que introduziu estes auxiliares de mobilidade chegou à região ainda em 2020.

PUB

Um terço dos inquiridos (31%) responderam que teriam utilizado o carro, caso as trotinetes elétricas não tivessem disponíveis. Curiosamente os dados também revelaram que 38% das pessoas optavam por andar a pé em vez de outras formas de mobilidade até ter sido introduzido a Spin na zona de Essex.

Este estudo foi realizado, entre 1 e 4 de maio de 2021, a 519 utilizadores da Spin, na zona de Essex, Reino Unido (Fotos: Flickr - DR)

Os investigadores ainda descobriram que metade dos inquiridos utilizaram, pelo menos, uma forma de micromobilidade elétrica, entre uma a dez vezes, no espaço dos últimos 6 meses.

PUB

44% das pessoas que responderam ao inquérito afirmaram que utilizaram a trotinete elétrica para um trajeto intermédio até aos transportes públicos, e, nove em dez pessoas ainda afirmou que considera a Spin e-Scooter uma opção mais segura e válida do que os transportes, particularmente em situação de pandemia.

Na apresentação do estudo da Spin concluiu-se que a introdução das trotinetes ou e-Scooters podem ser incentivos à não utilização de carros mantendo ainda assim toda a atividade relacionada com a mobilidade que cada utilizador pratica.

PUB

A Spin planeia investir mais de 100 mil euros em projetos de investigação na área da micromobilidade ou mobilidade urbana sustentável.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Ilha elétrica da Volkswagen na Grécia já arrancou com a mobilidade sustentável

Peugeot é parceira de mobilidade sustentável do torneio Roland-Garros 2021

Bolt investe 20 milhões de euros no lançamento de um novo serviço de mobilidade na Europa

O futuro da mobilidade elétrica pela Husqvarna com o Concept E-Pilen

COMPUTADOR DE BORDO

Governo irá reduzir 50% do valor das portagens nas ex-SCUT em 1 de julho

Desconfinamento: 10 Dicas para o seu carro

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

VEJA MAIS

MAIS LIDAS