Proteção Climática: Audi coloca 300 alunos a simular uma conferência da ONU

Audi coloca jovens a pensar nas alterações climáticas
Audi coloca jovens a pensar nas alterações climáticas

A pensar na educação ambiental cerca de 300 alunos alemães estiveram reunidos para definir metas e tomar decisões

Com o patrocínio da Audi Environmental Foundation e a organização da Multivision (associação de educação política e social), o final do ano letivo no sul da Alemanha foi diferente para cerca de 300 alunos das escolas de Ingolstadt (cidade-sede da Audi).

Durante uma semana os alunos tiveram em mãos simular as tarefas de uma conferência sobre o clima da ONU.

PUB

Esta simulação obrigou os jovens a definir metas de emissões para combustíveis fosseis, tomar decisões políticas sobre a desflorestação e uso dos solos, ou ainda o estabelecimento de um fundo climático: tudo para desenvolver estratégias que permitissem atingir a meta de um aumento máximo de 2º C até 2100.

A Multivision foi a responsável por um total de 6 horas de aulas aos participantes que depois foram divididos em 6 grupos de países.

Esta experiência de uma conferência real levou-os a terem que demonstrar a capacidade de negociação como representantes dos seus países e através das suas capacidades negociar todas as decisões. Posteriormente os resultados foram apresentados e discutidos em plenário.

PUB

Segundo os organizadores, a intenção deste tipo de iniciativa é tornar os jovens ativos em questões ambientais, levá-los a terem vontade de pesquisar e a pensar em soluções, sem esquecer as necessidades dos outros.

Continuar a ler

RELACIONADOS

COP26: mundo atento aos novos compromissos climáticos

Estudo de novos materiais na BMW é aposta para a sustentabilidade

Park(ing) day barcelona: por uma cidade mais humana e sustentável

Bentley empenhada com a sustentabilidade na sua fábrica de Crewe

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT