Comediante Jerry Seinfeld processado por vender 'falso' Porsche

  • Redação Autoportal
Jerry Seinfeld
Jerry Seinfeld.

Foto: Reuters

Venda de carro do comediante norte-americano em leilão vai acabar no tribunal

O comediante norte-americano Jerry Seinfeld foi processado na sexta-feira por uma empresa que alegou ter-lhe comprado um Porsche 356 A de 1958 por 1,3 milhões de euros e descoberto posteriormente que o carro não era autêntico.

O processo da Fica Frio Limited contra o comediante, conhecido pela sua paixão por carros antigos, deu entrada no tribunal federal de Manhattan, em Nova Iorque (EUA).

Os representantes da empresa pagaram 1,54 milhões de dólares (1,3 milhões de euros),  pelo Porsche, num  leilão de março de 2016 em Amelia Island, no estado da Florida. 

No resumo do leilão do Porsche era indicado que a viatura pertencia à "Coleção de Jerry Seinfeld" e que se tratava de um "exemplar impressionante de um raro e puro Porsche 536 A". Mas a empresa alega agora ter descoberto que o carro não era autêntico.

De acordo com a queixa, Seinfeld terá deixado uma mensagem de voz em junho passado a pedir desculpa e a prometer um reembolso total. Contudo, segundo a empresa, o reembolso nunca aconteceu .

O advogado de Seinfeld, Orin Snyder, já garantiu que o comediante agiu de boa fé. "Ele pediu à Fica Frio provas para substanciar as alegações, mas a empresa ignorou Jerry e entrou com uma ação", explicou Snyder em comunicado.

Ainda assim, Snyder afirmou que Seinfeld "está disposto a fazer o que é certo e justo", e estar confiante de que o tribunal "apoiará a necessidade de um avaliador externo para examinar a proveniência do carro".

  • TEMAS:
  • Jerry Seinfeld

Veja mais