Atropelamento mortal na A6: O BMW que transportava Eduardo Cabrita circulava a 230 km/h?

  • Redação Autoportal
  • 3 jul, 15:34
TVI/Hora da Verdade

O programa “Hora da Verdade” da TVI foi investigar uma publicação de Facebook que “garantia” essa velocidade

No passado dia 18 de junho, uma viatura de marca BMW onde circulava o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, atropelou mortalmente um funcionário que fazia trabalhos de manutenção na A6.

As escassas informações prestadas, sobre o sucedido, até ao momento, têm sido terreno fértil para informações contraditórias e várias suposições.

PUB

Em particular nas redes sociais onde as “fake news” crescem em terreno fértil apenas com partilhas sem verificação dos factos.

A equipa do programa “Hora da Verdade” da TVI foi investigar uma publicação da rede social Facebook onde se garantia que o carro, no momento do atropelamento mortal, circulava a 230 km/h.

O caso está a ser investigado pelo DCIAP do Ministério Publico e pelo INEM mas, até ao momento, não há qualquer conclusão. Acresce ao facto de ausência de testemunhos até à data, o facto de não existirem camaras de segurança no local, como existem em tantos outros pontos de autoestrada em Portugal.

A equipa do programa contactou a BMW Portugal para tentar obter esclarecimentos sobre a possibilidade de se saber, ou não, a velocidade a que o veículo circulava no momento do acidente.

PUB

De acordo com a reportagem, a BMW Portugal respondeu

“que não tem forma de apurar a velocidade, e que, eventualmente, a BMW AG poderá aceder a essa informação que só poderá ser disponibilizada às autoridades a pedido das mesmas”.

Mais acrescentam de que se a velocidade tiver ficado registada na eletrónica do veículo o acesso é exclusivo ao Grupo BMW não sendo estes dados públicos e, por isso mesmo, as autoridades também terão de recorrer à marca para aceder a esse mesmo registo.

PUB

Posto isto a equipa da "Hora da Verdade" conclui que

“nenhuma publicação do Facebook pode confirmar com exatidão a velocidade concreta a que circulava a viatura onde estava Eduardo Cabrita”.

Ou seja, conclui a equipa do programa, na Escala de Classificação da “Hora da Verdade” esta publicação é falsa.

Ou seja, não é possível garantir que a viatura circulava a 230 km/h.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Saiba onde vão estar os radares no mês de julho, pois «quem o avisa...»

Preço dos combustíveis: gasolina volta a subir na semana de 5 a 11 de julho

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS