Acordo na China: Volvo adquire posição em fábricas e retalho da Geely

  • Redação Autoportal
  • 28 jul, 08:50
Geely e Volvo
Geely e Volvo

A Volvo acaba de assinar um acordo com a Geely, que inclui a aquisição da sua parte das fábricas e rede de vendas no mercado chinês

No meio de toda a loucura que continuamos a viver no planeta, há empresas que conseguem retomar e conquistar novamente a sua posição em mercados tão importantes como é a China. É o caso da Volvo que, depois de um acordo com a sua parceira Geely Holding, vai conseguir adquirir a sua parte das ações da marca, ficando com a totalidade das mesmas.

Isto significa que muito em breve, a Volvo será a única proprietária das suas fábricas e rede de vendas naquele país e segundo Håkan Samuelsson, o CEO da marca nórdica “com esta aquisição, a Volvo passará a ser o maior construtor de automóveis não-chinês com total controlo das suas operações naquele país”.

PUB

Esta transação terá duas fases. A primeira será já em 2022, o ano em que termina o acordo contratual de produção de automóveis na China e a segunda, no ano seguinte, em que será formalizado todo este processo. Todas as transações ainda estão pendentes de aprovação, mas já se sabe que os trabalhadores e parceiros não serão afetados por este processo. O que não se sabe, nem será divulgado, são os detalhes financeiros envolvidos nesta aquisição.

PUB

Depois das negociações ficarem completas, a Volvo Cars será a única proprietária das fábricas de Chengdu e Daqing, bem como da estrutura responsável pela rede de vendas na China e até as suas instalações de R&D (investigação e desenvolvimento), localizadas em Shangai.

A Volvo Cars tem tido um crescimento incrível nos últimos anos e claramente acima de diversos outros construtores no mercado chinês, sendo que este investimento tem como missão principal manter esta tendência de crescimento. Em 2020, foram comercializados 166.617 automóveis Volvo na China, o que representa um crescimento de 7,5 por cento face ao ano anterior. No primeiro semestre de 2021, as vendas cresceram 44,9 por cento face ao mesmo período de 2020 e 40,1 por cento face a 2019.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Volvo Cars vai dedicar-se apenas a produzir automóveis elétricos

Volvo Concept Recharge antecipa os futuros modelos da marca

Volvo XC90 em projeto de veículo autónomo com a chinesa Didi

Volvo reforça parceria com Nvidia para a condução autónoma

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS