Nissan confirma demissão de Carlos Ghosn

  • Redação Autoportal
Carlos Ghosn (Nissan)
Carlos Ghosn (Nissan)
A decisão da marca nipónica coloca fim a um período de cerca de 20 anos de Ghosn como um dos grandes dirigentes do setor automóvel

O Conselho de Administração do grupo japonês Nissan aprovou esta quinta-feira por unanimidade a demissão de Carlos Ghosn do cargo de presidente, após a sua detenção por alegada má gestão financeira, indicou a empresa um comunicado.

Carlos Ghosn foi detido na segunda-feira, em Tóquio, o mesmo tendo acontecido com o seu principal colaborador, Greg Kelly.

Ghosn, de 64 anos de idade é líder da Aliança, grupo que reúne a Renault, Nissan e Mistubishi é é suspeito de diversos crimes. Segundo a comunicação social japonesa Carlos Ghosn terá ocultado remunerações no valor de 44 milhões de euros, ao longo dos últimos cinco anos.

VEJA TAMBÉM:

  • TEMAS:
  • Carlos Ghosn

  • Nissan

  • Alianca

Veja mais