Renascer de um ícone: o Abarth 1000 SP voltou

  • Redação Autoportal
  • 17 mai, 12:11

A tradição ainda é o que era, pelo menos para a Abarth. Por enquanto, este modelo é único

O Abarth 1000 Sport Prototipo renasceu na edição de um exemplar único que evoca o spider que há 55 anos deu início a um capítulo de estilo e triunfos desportivos na história da marca do escorpião. Fiel ao ícone criado em 1966, o novo Abarth 1000 SP traz de volta, por enquanto, como carro de exibição, as linhas que se tornaram intemporais.

Tudo começou em finais dos anos de 1950 com uma parceria entre a Alfa Romeo e a Abarth para o desenvolvimento de um carro desportivo. O projeto resultou num coupé compacto equipado com um motor Alfa Romeo Sprint Veloce de 4 cilindros e com uma carroçaria com a marca da Bertone.

PUB

No seguimento deste trabalho, Carlo Abarth contratou o engenheiro da Alfa Romeo Mario Colucci para diretor técnico da sua marca e o projeto Abarth 1000 SP começou a ganhar a sua forma. O nome do modelo espelha a arquitetura do motor derivado do Fiat 600 e a categoria Sport Prototipo dos carros de competição.

Com linhas esguias, baixo peso e capacidade no motor para disputar tanto as corridas mais curtas como as de resistência, o 1000 SP começou a ganhar provas em setembro de 1966 nos 500 KM de Nurburgring contribuindo para a tradição vitoriosa da Abarth na competição que se seguiu já com um chassi tubular desenvolvido por Colucci.

PUB

Este ícone de há 55 anos renasceu agora pelas mãos do Centro Stile Fiat & Abarth numa reinterpretação contemporânea mantendo o conceito de carro desportivo com uma leveza de linhas e de quilos a garantir um relação peso-potência fiel.

O respeito pelo modelo original manteve-se também na aerodinâmica com a tecnologia do presente a permitir adaptar as linhas do 1000 SP de 1966 a um coeficiente aerodinâmica de um carro de competição da atualidade.

PUB

O terceiro princípio mantido foi o de uma ergonomia direcionada para a otimização do controlo e da agilidade na experiência de condução.

O novo Abarth 1000 SP não só reproduz a estética minimalista – com o vermelho da pintura – do modelo original já com roll bar como mantém o padrão spider de motor central convertendo agora o chassi tubular numa estrutura híbrida de uma célula em fibra de carbono com uma frente em alumínio.

Com um motor de 1.742 cc turbo de 4 cilindros a debitar 240 cv de potência, o novo – e, por enquanto, único – Abarth 1000 SP está, 55 anos depois, lançado para participar em exibições de carros vintage por alturas do outono.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Modelos históricos da RUF Porsche em exibição no Museu Automóvel Petersen em LA

Bugatti Chiron Pur Sport nas montanhas do Dubai

O mais potente desportivo italiano chama-se Pininfarina Battista, tem 1900 cv e é totalmente elétrico

Alpine A110 Légende GT 2021: O espírito de um grande turismo numa versão superintensa

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS