Bell notification
Deseja receber notificações
autoportal.iol.pt
Permitir
Anular

Guiámos a distinta e elegante Mercedes CLA 200d Shooting Brake

  • Virgílio Machado
Novo modelo está mais prático e cheio de estilo

A razão porque nem todos os condutores são adeptos dos SUV ou dos Crossover está patente nos argumentos que a Mercedes revela na segunda geração do CLA 200 Shooting Brake.

A carrinha, muito ao gosto dos portugueses, está mais versátil e pronta para satisfazer as exigências de um segmento que aprecia a elegância e a funcionalidade sem nunca esquecer a dinâmica.

Num primeiro olhar é fácil perceber que estamos perante mais uma versão que tem por base a segunda geração do Classe A, já que a frente desta Shooting Brake não engana ninguém.

Mas a verdade é que as semelhanças ficam por ai, até porque a CLA 200d Shooting Brake apresenta uma mistura de coupé com station, em que se destaca um tejadilho baixo, num design que beneficia da inexistência de aros nos vidros das portas, bem ao jeito do estilo coupé. Para além disso, destaque para a grelha do radiador em padrão diamante com estrela central,típico visual de um desportivo Mercedes-Benz. Já os estreitos farolins traseiros bipartidos e a chapa de matrícula instalada no para-choques são características típicas da traseira do GT, com uma transição nivelada entre o para-choques traseiro e a porta da bagageira.

Para além disso a nova Mercedes CLA 200d Shooting Brake, cresceu em comprimento e tem agora cerca de 4,7 metros, mais 4,8cm que a versão interior, enquanto em largura cresceu 5,3cm para 1,83m.

A porta da bagageira pode ser aberta de uma forma muito confortável sem utilizar as mãos através das funções Easy-Pack e Hands-Free Acess.

Em matéria de espaço o destaque vai para a bagageira que passou a contar com um porta com uma largura mais generosa, 87,1 cm face aos 63,5 cm da versão anterior o que significa que é mais fácil carregar e descarregar a bagageira que permite uma capacidade de 505 litros que pode chegar aos 1,370 litros com os bancos traseiros rebatidos.

Já para os passageiros dos bancos traseiros destaca-se a maior facilidade de acesso que resulta de uma maior altura disponível, apesar da linha descendente do tejadilho na zona posterior do habitáculo, para além disso existe mais espaço, em particular nas zonas dos ombros, cabeça e cotovelos.

Ao entrarmos no novo Mercedes CLA 200d Shooting Brake salta à vista o enorme display digital, que integra o painel de instrumentos e o monitor central e que permite uma leitura e comando das suas funções bastante fácil e intuitiva. Para isso muito contribuem os botões táteis localizados no volante e o “touchpad” da consola.

Como se não bastassem estas duas formas de aceder ao painel de instrumentos e de infoentretenimento, o sistema ‘Olá Mercedes’ ajuda a que o condutor não tire os olhos da estrada e permite que as ordens sejam transmitidas através de um sistema de voz, bastante evoluído e que faz as delicias dos mais novos, que neste ensaio passaram o tempo a ‘testar’ o sistema da marca germânica.

A secção inferior do painel de instrumentos é visualmente separada da estrutura principal do painel de instrumentos através de um espaço que parece flutuar. A iluminação ambiente amplifica este efeito, oferecendo uma seleção de 64 cores, dez conjuntos de cores e vários efeitos em três zonas luminosas.

Sentado aos comandos da CLA 200d Shooting Brake é fácil encontrar a posição ideal de condução, já que o banco permite uma rápida regulação automática e está dotado de um apoio lateral generoso.

Depois de colocar a CLA 200d Shooting Brake em funcionamento percebemos que este modelo não é apenas para toda a família já que apresenta argumentos para que o condutor tenha alguns momentos de diversão ao volante.

A natureza coupé desta versão aponta a um dinamismo mais desportivo e para isso contribui o facto de estar mais próxima da estrada devido ao seu rebaixamento, o que permite uma atitude bem mais ao gosto daqueles que gostam de alguns momentos de maior dinâmica, sem nunca comprometer o conforto, para isso contribuem os modos de condução do sistema Dynamic Select, que permitem distintas respostas da direção bem como do motor e caixa de velocidades.

Entre os modos de condução o destaque para o ‘Eco’, que quando utilizado a velocidades mais baixas permite circular em ‘roda-livre’ e dessa forma baixar os consumos.

É certo que a versão testada contava com alguns opcionais entre os quais o pack exterior da AMG, mas o motor 2.0 turbo a gasóleo de 150 CV de potência e 320 Nm de binário, contribui para uma eficaz capacidade não só de aceleração mas igualmente de recuperação. Já a caixa automática de 8 velocidades DGT de dupla embraiagem e com 'patilhas' no volante, revelou estar à altura das exigências deste modelo mais familiar.

A contribuir para uma maior segurança deste versão estão os travões de disco, ventilados e perfurados na frente, suspensão independente às quatro rondas e as jantes e 18’’.

Na Estrada a CLA 200d Shooting Brake revelou um excelente comportamento em auto estrada, mesmo quando carregávamos no acelerador para ultrapassagens mais apertadas.

Já em estradas mais sinuosas, a suspensão revelou toda a sua capacidade mantendo um bom comportamento do veículo e o conforto no seu interior, mesmo quando optamos por uma condução mais dinâmica e pelo recurso as 'patilhas'.

Desta forma, a nova CLA Shooting Brake reforça o conceito de funcionalidade aliado ao estilo mais moderno de uma proposta que surge carregada da mais recente tecnologia que a Mercedes oferece.

Em matéria de preços, a CLA 200d Shooting Brake arranca nos 45.700 euros, enquanto a versão testada tem um custo de 57.202 euros.

  • TEMAS:
  • Mercedes

  • CLA 200d Shooting Brake

  • Carrinha

Veja mais