Veículos autónomos: Ford, Argo e Lyft preparam mil carros para Miami

  • Redação Autoportal
  • 26 jul, 13:53

Mais de mil automóveis autónomos vão ajudar a melhorar a imagem que temos da mobilidade urbana, tornando-a mais eficiente em Miami, nos EUA

Pegar no seu telefone e solicitar um automóvel que o leve a um determinado local, é algo que já fazemos com um grande à-vontade e até com alguma frequência, mas ainda este ano, na cidade de Miami, o carro que lhe poderá aparecer à frente poderá nem sequer ter condutor.

É o resultado de uma parceria entre a Ford e a Argo AI, mas também com a rede Lyft, que pretende criar uma nova rede de transportes em automóveis ligeiros de condução totalmente autónoma, justamente com a finalidade de transportar passageiros entre dois pontos.

PUB

Segundo as informações disponíveis, prevê-se que a frota possa chegar a cerca de mil automóveis de condução autónoma ao longo dos próximos cinco anos e em diversos mercados, sendo que tudo isto implica uma logística tremenda não só na colocação dos carros nas ruas, como também nas equipas que ficam encarregues dos seus abastecimentos, manutenção e limpeza.

Para começar, a Argo e a Ford estão e testar e a mapear toda a estrutura, de forma a iniciar a componente comercial deste serviço em mais cidades do que qualquer outra parceria semelhante já realizada anteriormente. As três companhias envolvidas (Argo, Ford e a Lyft) acreditam que este será um passo de grande importância rumo a uma mobilidade urbana mais eficiente, mais segura e mais amiga do ambiente, com um grande foco em manter a experiência de utilização para o utilizador num patamar acima de tudo o que foi feito até agora.

PUB

A primeira cidade a receber este serviço será Miami, ainda durante este ano, seguindo-se a cidade de Austin, no Texas, ao longo do próximo ano. É um futuro mais do que provável e cada vez mais próximo, em que a tecnologia ainda vai avançando mais rápido do que a legislação necessária para que tudo isto possa funcionar com o máximo de segurança, independentemente de todas as variáveis que possam ir surgindo. Mas também com a grande vantagem de poder ir registando novos cenários e situações com cada metro percorrido.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Proteção de dados: Xangai avança para lei sobre testes de condução autónoma

Condução autónoma: governo alemão aprova lei que vai permitir acelerar projetos de mobilidade

Construtores sul-coreanos podem ter condução completamente autónoma nos carros em 2027

Volvo XC90 em projeto de veículo autónomo com a chinesa Didi

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS