Vídeo: parou, escutou e olhou... e escapou (por uma unha negra!)

  • Redação Autoportal
Ciclista escapa a comboio (reprodução YouTube ProRail)
Ciclista escapa a comboio (reprodução YouTube ProRail)

A regra «pare, escute e olhe» é do comum conhecimento em Portugal na sua ligação com o atravessar das passagens de nível por peões, automobilistas, ciclistas e demais – especialmente no atravessar das passagens de nível sem guarda.

Nos outros países, o princípio será o mesmo e, na Holanda, um ciclista que estava a atravessar uma passagem sem guarda mostrou estar a cumprir bem a regra. A questão que se lhe colocou foi que ele cumpriu a regra para “o” primeiros comboio que passou – só que passou mais do que um...

Tudo estava a ser bem feito e o primeiro comboio, de mercadorias, já tinha passado. Mas a sua passagem deixa a ideia de que não deixou ver o segundo, de passageiros, que vinha em sentido contrário, mais rápido; nem terá deixado ouvi-lo também...

E, se há dois comboios – como quando há duas linhas em dois sentidos –, a regra deve ser aplicada nessas mesmas vezes. Alheio ao segundo comboio, pelas prováveis razões acima apontadas, o ciclista atravessa a passagem de nível sem guarda depois de «evitado» o primeiro comboio e só a muito custo (e com uma pedalada para a vida) consegue também evitar ser colhido pelo segundo.

A situação é mostrada pela ProRail, entidade holandesa que luta por acabar com as passagens de nível sem guarda no país.

Comentários

Veja mais