Exportação de componentes para automóveis continua em queda

  • Redação Autoportal
  • 13 nov, 16:46
Indústria automóvel (imagem AFIA)
Indústria automóvel (imagem AFIA)

Relatório da AFIA atesta a descida na exportação de componentes para automóveis desde setembro de 2019

A exportação de componentes destinados à indústria automóvel continua em decréscimo. A informação é disponibilizada no relatório mais recente da AFIA (Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel) e que tem como base as Estatísticas do Comércio Internacional de Bens divulgada pelo INE (Instituto Nacional de Estatística),

Face ao mesmo período de 2019, o valor é de 753 milhões de euros, o que representa uma descida de 12,6%. Tendo em conta os valores de vendas desde o início do ano, apenas os meses de fevereiro e março contrariaram esta tendência, uma vez que as exportações ficaram em valores acima dos registados nos mesmos meses de 2019. Nos dados dos valores acumulados deste ano, as exportações de componentes representam um valor de 6.809 milhões de euros, ou seja, um decréscimo de 5,8 pontos percentuais face ao período homólogo de 2019.

PUB

Olhando para os países de destino dos componentes produzidos em solo nacional, é Espanha que continua a encabeçar a lista, com um valor em torno dos 1.958 milhões euros. Segue-se a Alemanha, França, os Estados Unidos e o Reino Unido, sendo que estes cinco países representam 71% das nossas exportações de componentes destinados à indústria automóvel.

PUB

Por entre as principais causas que continuam a determinar esta descida continua a estar a escassez de chips eletrónicos, que atrasa a produção de diversos produtos, mas também a escassez de matérias-primas, a pandemia de COVID-19 ou mesmo o Brexit, uma vez que as exportações para o Reino Unido desceram cerca de 48,2 por cento devido a esse fator.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Continental corta produção de componentes automóveis devido à falta de chips

Quebra de produção na Infineon Technologies agrava crise dos chips

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS