Sétima geração do Nissan Z, mais potente e radical, mas só para americanos

  • Redação Autoportal
  • 26 ago, 23:50

Novo modelo do construtor japonês monta um motor V6 bi-turbo de 3 litros com 400 cv. Não está prevista a comercialização na Europa.

Está oficialmente apresentada a nova geração do lendário Nissan Z, na versão para o mercado dos Estados Unidos. A sétima geração do desportivo nipónico foi dada a conhecer num evento que teve lugar em Nova Iorque e chegará ao mercado norte americano já na primavera de 2022.

Para o fabricante japonês, o Z é, sem dúvida, um modelo muito especial. Desde o lançamento da primeira geração, em 1969, já foram vendidas cerca de 1,8 milhões de unidades, o que lhe permite entrar no restrito círculo dos automóveis desportivos mais vendidos a nível global.

PUB

“Para nós na Nissan, o Z é uma parte de quem somos e representa anos do nosso compromisso para com os clientes. Através do Z, trazemos o mais recente design, desempenho e entusiasmo dos automóveis desportivos ao maior número de pessoas possível”, afirmou Ashwani Gupta, responsável de operações da Nissan.

Com o intuito de manter bem vida a ligação entre o seu icónico desportivo e o condutor, a Nissan opta por equipar o novo Z com uma transmissão manual de seis velocidades, com sistema de assistência ao arranque e eixo de transmissão em fibra de carbono.

PUB

Ainda assim, está também disponível uma caixa automática de 9 velocidades, com o mesmo sistema e dois modos de condução em opção – standard e sport. Sob o capô monta um motor V6 bi-turbo de 3 litros, com 400 cv de potência (mais 68 cv do que o anterior 370Z) e 475 Nm de binário às 5.600 rpm.

Face à geração anterior, o novo Nissan Z apresenta uma maior rigidez da carroçaria e pneus dianteiros mais largos que, segundo a marca, ajudam a aumentar o desempenho em curva até 13 por cento. Ao nível da suspensão, os amortecedores dianteiros e traseiros são de maior diâmetro, o que resulta numa redução de aproximadamente 20 por cento na força de amortecimento, para assim ajudar a minimizar os impactos em superfícies irregulares e melhorar a estabilidade em estrada.

PUB

Quanto ao design exterior, a Nissan escolheu para o novo Z as linhas que caracterizam o tradicional modelo desportivo de tração traseira, com capô longo e uma silhueta que presta homenagem à primeira geração Z. Está disponível em três cores mono tom e seis cores de dois tons, incluindo as novas Seiran Blue e Ikazuchi Yellow, ambas com tejadilho preto.

PUB

Para o interior, os desenhadores do construtor nipónico optaram por misturam elementos de modernidade com pormenores vintage, como é o caso dos três mostradores analógicos colocados no topo da consola central, voltados para o condutor, a indicar o boost, a rotação do turbo e a voltagem da bateria. O painel central de controlo do infotainment é digital de 8 polegadas, tal como o painel de instrumentos, neste caso de 12,3 polegadas.

Também para o mercado americano, estará disponível a edição limitada a 240 unidades do Nissan Z Proto Spec, com pinças de travão em amarelo com logótipo Z, jantes em liga de alumínio de cor bronze e bancos exclusivos em couro com costuras também em amarelo.

Não está prevista a comercialização da sétima geração do Nissan Z na Europa, ao que tudo indica motivado pela queda nas vendas de desportivos de dois lugares e pelas restrições impostas ao nível das emissões.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Novo Nissan Z não virá para a Europa: saiba porquê

Nissan cria protótipo para evitar a condução sob efeito do álcool

Nissan investiga a atividade cerebral dos seus pilotos de Fórmula E

Novo Nissan Qashqai chegou ao mercado nacional e já o estreámos

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS