Mercedes-AMG E 63 reforçam aerodinâmica com novo ‘look’

  • Redação Autoportal
  • 19 jun 2020, 03:14

Variantes Limousine e Station apresentam-se em duas versões

A Mercedes-AMG alterou o visual dos novos E 63 beneficiando a aerodinâmica das versões mais poderosas com base no Classe E. O motor de 4,0 V8 biturbo dos Mercedes-AMG E 63 4Matic+ Limousine e Station mantém-se o mesmo, com mais potência nas respetivas versões S das duas variantes, mas a técnica para sua exploração foi aprimorada.

Um exemplo deste desenvolvimento é o aumento das entradas de ar na asa dianteira para arrefecimento do motor diminuindo a resistência ao ar e melhorando o equilíbrio aerodinâmico com mais agilidade e estabilidade na condução a alta velocidade. Outro, é o aumento em 27 mm da largura dos guarda-lama correspondendo ao mais largo eixo dianteiro e às rodas maiores.

PUB

Na traseira, a conjugação do novo ‘look’ com a melhoria de desempenho foi trabalhada na remodelação do para-choques rematado pelo par de duplos escapes trapezoidais entre o difusor também redesenhado com duas aletas longitudinais. Novas são também as jantes aerodinamicamente otimizadas, de 19’’ de 10 raios no E 63 e de 20’’ de cinco raios duplos no E 63 S

PUB

No interior, o modelo S recebeu um revestimento de pele no tabliê e nos frisos da linha de cintura e os ecrãs são de 12,5’’. O ecrã do painel de instrumentos – com várias configurações AMG – e o ecrã tátil com o sistema MBUX (com controlo por voz de série) apresentam nestes E 63 a conceção Cokpit Panorâmico da Mercedes ficando juntos atrás do mesmo vidro.

O novo volante AMG Performnace com botões táteis integrados está equipado com uma tela sensorial para detetar as mãos do condutor – na ausência destas, os avisos vão até à travagem de emergência.

PUB

A caixa de velocidades AMG Speedshift MCT 9G (com controlo também pelas patilhas no volante) está associada ao motor AMG 4.0 litros V8 biturbo com sistema de desativação dos cilindros, que no E 63 S 4MATIC+ mantém os 612 cv de potência e um binário máximo de 850 Nm permitindo acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3.4 segundos. Nas variantes Limousine, o E 63 4Matic+ com 571 cv e 750 Nm gasta mais 1 segundo. No que respeita à carrinha, a S faz os 0 aos 100 km/h em 3.5 segundos e a versão base em 3.6.

PUB

A suspensão adaptativa (regulável em três níveis) e a tração integral (como as designações dos modelos indicam) são de série, assim como o bloqueio eletrónico do diferencial no eixo traseiro. Mas o modo ‘drift’ associado ao programa de condução Race só vem disponível no Mercedes-AMG E 63 S 4Matic+.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Mercedes-AMG desenvolve turbos para os carros de produção com tecnologia da F1

Mercedes anuncia preços para o híbrido B 250e e para os GLA AMG

Conheça os preços do novo Mercedes Classe E

Eis os novos Classe E Coupé e Cabrio já com versões Mercedes-AMG

Mercedes mostra as primeiras imagens do novo Classe S

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS