Kia Niro elétrico chega com 204 cv e 455 km de autonomia (e já tem preço)

  • Pedro Calhau
Crossover da Kia coloca a terceira motrização diferente no mercado nacional em 2020

A Kia anunciou a chegada do e-Niro a Portugal para o mês de abril com a marca a sul-coreana a adicionar ao seu crossover já disponível no mercado nacional nas versões híbrida e híbrida plug-in a versão 100% elétrica.

O novo Kia e-Niro vai chegar a Portugal na versão única com uma bateria de 64 kWh, 204 cv de potência e 455 km de autonomia reservando-se exclusivamente o nível de equipamento Tech.

Para cá não virá o e-Niro com batera de 39,2 kWh de 136 cv e 289 km de autonomia.

O design exclusivo do e-Niro (mais alto 25 mm e mais comprido 10 mm – a bagageira tem 451 litros) inclui a grelha ‘nariz de tigre’ fechada com a porta de carregamento, numa frente com para-choques novo e entradas de ar reconfiguradas com os pormenores em azul da versão elétrica presentes (assim como atrás), bem como jantes de 17’’.

No interior, com revestimentos em tecido e pele e uma nova iluminação ambiente, a substituição do comando da caixa de velocidades por um novo seletor rotativo ‘shift-by-wire’ destaca-se na consola central. O ecrã do painel de instrumentos tem 7’’ e para Portugal vem já o ecrã de navegação de 10’’.

O C-SUV mais potente da Kia vem para Portugal com um grupo motopropulsor com uma bateria de polímeros de iões de lítio de alta capacidade de 64 kWh, arrefecida a água, que oferece uma autonomia de 455 km (podendo chegar aos 650 km em ciclo urbano) e um motor elétrico de 150 kW (204 cv) com um binário de 395 Nm.

A aceleração dos 0 aos 100 km/h faz-se em 7,8 segundos. A velocidade máxima é de 167 km/h.

Tal como acontece com as versões Hybrid e Plug-in Hybrid, o novo Niro elétrico possui tração às rodas dianteiras, mas, para além de um centro de gravidade mais baixo e melhor distribuição de peso, é o primeiro da gama com vectorização de binário por travagem. O e-Niro oferecendo quatro níveis de regeneração de energia com controlo por patilhas no volante e quatro modos de condução: Eco, Eco+, Normal e Sport.

Com um sistema de gestão da estabilidade de série para corrigir perdas de tração em travagem e curva, o e-Niro dispõe de mais ajudas à condução como prevenção de colisão frontal, alerta ao condutor, controlo de velocidade inteligente com ‘stop and go’ e assistentes de máximos e de saída e de manutenção de faixa.

O e-Niro tem um consumo misto estimado em 15,9 kWh/100 km. Os carregamentos variam entre as 29 horas com uma tomada doméstica de 220 V e as 9 horas e as 5 horas e 50 minutos, com potências de 7,2 e 11 kW, respetivamente, para carga normal (a 100%). Em carga rápida, os carregamentos (a 80%) fazem-se em 75 e em 54 minutos com potências, respetivamente, de 50 e de 100 kW,

O Kia e-Niro chega a Portugal com um preço de venda ao público de 49.50 euros, mas beneficiará de uma campanha de 4.000 euros que o deixará com o preço final de 45.500 euros para particulares. O preço para empresas (que se prevê serem 90 a 95% do mercado) será de 35.800 euros + IVA.

  • TEMAS:
  • Kia

  • E-niro

  • Kia eletrico

Veja mais