Bell notification
Deseja receber notificações
autoportal.iol.pt
Permitir
Anular

Do famoso 504 ao novo 208 deste ano: Peugeot vai no sexto Carro do Ano

  • Redação Autoportal
Caminhada de galardões começou há mais de 50 anos

O Carro do Ano europeu de 2020 foi o novo Peugeot 208 e esta é a sexta vez que o emblema do leão vence este galardão. A caminhada começou há mais de 50 anos.

O Peugeot 504 foi o primeiro Carro do Ano da marca francesa. Em 1969, a berlina 504 virava a Peugeot para a modernidade com a estética de Pininfarina aliada a conforto e habitabilidade e à robustez do motor fazendo-o atravessar continentes de sucesso.

Cinquenta e um anos depois, a Peugeot recebeu o sexto prémio europeu com o seu novo 208, um compacto urbano de design também marcante, cheio de tecnologia – como podem ser exemplos o i-Cockpit 3D ou o nível 2 de condução autónoma – num carro que unta às motorizações a gasolina e diesel a propulsão 100% elétrica.

Sinais dos tempos, que constituem esta caminha onde há mais quatro premiados.

Em 1988, o leão fez o ‘bi’ com mais uma berlina que recebeu a pontuação máxima de 54 dos 57 jurados. O Peugeot 405 impôs-se na Europa pelo conforto na dinâmica da condução, uma suspensão sofisticada e um sistema de travagem introduzindo o ABS e o motor 1.9 turbodiesel com 90 cv.

No novo milénio, a Peugeot já ganhou quatro troféus: três deles nos últimos sete anos. O primeiro deste quarteto foi eleito em 2002, com o Peugeot 307, exponenciando o 206 para um interior funcional e versátil como os monovolumes da altura ditavam.

Em 2014, o sucessor Peugeot 308 arrebatou quer pelo design quer pela tecnologia introduzindo o i-Cockpit num habitáculo amplo beneficiando da plataforma EMP2. Há três anos, em 2017, foi a vez de a marca francesa se impor no novo segmento dos SUV com a tecnologia construída ao longo dos anos a evoluir para o campo do ‘off-road’: foi a vez do Peugeot 3008.

Neste ano em que estamos, o novo Peugeot 208 já deixou a sua marca na era dos ‘elétricos’.

  • TEMAS:
  • Peugeot

  • Efemeride

  • twitter

Veja mais