Ami One Concept é a nova aposta da Citroën em mobilidade urbana

  • Redação Autoportal
VÍDEO: Citroën Ami One Concept quer revolucionar a mobilidade urbana

100% elétrico o Ami One coloca o digital no centro de uma nova experiência de mobilidade

A comemorar os 100 anos de vida ao longo de 2019, a Citroën prepara-se para apresentar dois novos protótipos: O Ami One Concept é o primeiro e mais não é que a visão da marca francesa sobre uma nova experiência de mobilidade urbana, mais livre e serena.

Desde 1919 que a história da Citroën é sempre um reflexo da época em que se encontra, através de veículos out of the box e revolucionários, que se tornaram ícones no coração dos condutores.

Assim no próximo Salão de Genebra 2019, a marca vai revelar, em antestreia, a sua abordagem descomplexada do objeto da mobilidade urbana. À imagem do 2 CV que, na sua época, garantiu uma liberdade a todos em meio rural, o Ami One Concept defende a liberdade urbana para todos, através do seu carácter único e popular, trazendo uma nova experiência automóvel.

Esta nova visão da Citroën da mobilidade urbana insere-se num percurso de cliente 100% digitalizado e personalizado, assente na fluidez, na facilidade e na liberdade de utilização.

Com este objeto original de mobilidade urbana, novo terreno de jogo da Citroën como parte da sua transição energética, a marca pretende libertar a mobilidade individual nas cidades. A marca francesa imaginou o Ami One como uma alternativa aos transportes públicos (autocarros, elétricos, metropolitano) e a outros sistemas de transporte individual de 2 rodas (bicicletas, scooters ou trotinetes).

Este Concept ultracompacto de 2 lugares (com 2,5 metros de comprimento) que permite aos ocupantes moverem-se com grande agilidade na cidade, o Ami One Concept também sugere robustez devido à sua morfologia. O seu habitáculo fechado garante uma maior proteção, em caso de mau tempo, por exemplo. A sua arquitetura e design, ambos guiados pela funcionalidade e pela utilização, permitem explorar uma nova experiência de condução. Acessível a todos a partir dos 16 anos (idade média dos países europeus, de acordo com as diferentes legislações), o Ami One Concept estina-se a clientes urbanos, com ou sem carta de condução, mas que partilham com a Citroën a mesma paixão pela liberdade de movimentos.

Não indo além dos 45 km/h de velocidade máxima, este novo prototipo tem baterias de iões de lítio, não tendo sido revelada a sua capacidade e permitem uma autonomia de 100 quilómetros e podem ser carregadas totalmente em duas horas, uma vez conectado a um terminal de carregamento público ou a uma Wall Box.

Este novo Ami One Concept beneficia de uma silhueta cúbica e de dimensões ultracompactas e está dotado de jantes de 18” de desenho específico, mostrando-se como um bloco sólido com 2,5 metros de comprimento, 1,5 metros de largura e 1,5 metros de altura.

Este Ami One moderniza a identidade Citroën através da adoção de uma nova assinatura luminosa mais fina, mais gráfica e mais tecnológica, diretamente inspirada no concept CXperience.

De perfil apurado, o Ami One põe em destaque um design totalmente simétrico. A começar pelas grandes portas de linhas suaves e cinemática invertida, com abertura oposta no lado do condutor para uma melhor acessibilidade a bordo. Por outro lado, integra retrovisores inspirados nos espelhos do mundo da decoração. Os puxadores de portas exteriores em cintas de borracha Azul têm, por cima, um QR Code para permitir a sua abertura/fecho através de um smartphone. À semelhança dos para-choques dianteiros e traseiros, a parte inferior da carroçaria ostenta um motivo estriado que evoca as aletas de refrigeração e o histórico Double Chevron, originário das engrenagens Citroën.

Outro elemento diferenciador deste objeto de mobilidade urbana é a sua configuração descapotável para uma condução divertida, de cabelos ao vento.

 A capota de lona Cinza antracite, de abertura manual, espelha a leveza e a facilidade de utilização. A capota abre-se e dobra-se com um único movimento, voltando a fechar-se facilmente, com a ajuda de uma pega e um botão de pressão.

Em matéria de tecnologias e conetividade, o grande destaque é o smartphone que serve de interface com o veículo. Assim através de uma aplicação assume-se o controlo do veículo, permitindo um diálogo privilegiado com o Ami One.

Poderá, a partir de então, aceder a funções do tipo infotainment ou de navegação, que vêm enriquecer os conteúdos regulamentares e a experiência de condução. O Interface Homem-Máquina do Ami One foi concebido como um assistente pessoal para interação com o condutor, operando-se a partir de 2 botões no volante: um comando de voz para chamar o assistente e um menu de rolagem para navegar entre as diferentes apps.

Para maior facilidade e segurança, esta aplicação dedicada é controlada por comando vocal. O condutor poderá, assim e facilmente, pedir orientações até ao ponto de carga mais próximo ou reservar um espaço de estacionamento. Esta aplicação apoia-se, nomeadamente nos “Free2Move Services” que permitem facilitar as deslocações em viatura via geolocalização dos parques de estacionamento, do lugar de estacionamento, desmaterialização dos pagamentos, etc.

Citroën vai revelar em Genebra o seu novo conceito de mobilidade
  • TEMAS:
  • Ami One Concept

  • Citroen

  • Elétrico

Veja mais