Depois de vários incêndios, Chevrolet pede a utilizadores para não estacionar Bolt EV em garagens

  • Redação Autoportal
  • 16 jul, 18:48
Reuters/EVC
Chevrolet Bolt EV (2017-2019)
Chevrolet Bolt EV (2017-2019)

Chamada à oficina de 50 mil proprietários em novembro pode não ter resolvido os problemas

A General Motors anunciou uma chamada à oficina de mais de 50 mil Chevrolet Bolt EV da geração entre 2017 e 2019 (imagem principal acima), em novembro passado, mas agora parece que alguns carros terão que voltar à oficina, no seguimento de uma nota da agência americana de segurança rodoviária (NHTSA) e de nova recomendação do construtor americano.

De acordo com notícia da Reuters, a NHTSA estará a investigar dois incêndios recentes, alegadamente por combustão espontânea, que terão ocorrido com dois Chevrolet Bolt EV anteriores a 2019 e, de acordo com a imprensa local norte-americana, mais três incêndios em Bolt EV, de ano não especificado, também estão sob investigação.

PUB
Incêndios com Tesla têm também estado sob investigação
PUB

A GM já tinha realizado um “recall” a estes modelos em novembro do ano passado, mas a nota de segurança da NHTSA, emitida na passada quarta-feira, dia 14 de julho, reforça que, independentemente de os proprietários já terem realizado essa manutenção de segurança deverão seguir esta nova indicação até se apurar os factos.

PUB

“Os proprietários destes veículos devem estacionar os mesmos fora do espaço das suas casas ou de qualquer outra estrutura fechada, imediatamente após procederem ao carregamento da bateria e não devem deixar os veículos conectados à energia toda a noite” – lê-se no comunicado da General Motors aos seus clientes.

A NTSHA, que já em outubro investigava os primeiros incêndios reportados, vai mais longe e refere que existe um potencial de incêndio no núcleo da bateria situado debaixo da bagageira e atrás dos bancos traseiros e insiste que todos os proprietários, tenham ou não já realizado alguma ida à oficina, cumpram estas indicações até ao apurar dos factos.

PUB

A Chevrolet já tinha anunciado que mais de 50 mil modelos do Bolt EV que foram vendidos nos EUA e que usavam as baterias de lítio de 60 kWh produzidas pela LG Chem, fabricadas na Coreia do Sul, iriam ser chamados à oficina.

A GM anunciou também recentemente que irá tornar o diagnóstico de software do carregamento elétrico como equipamento standard na nova geração do Chevrolet Bolt EV 2022 e de todos os futuros veículos elétricos do grupo.

PUB
Chevrolet Bolt EV 2022

O construtor americano anunciou em abril último que poderá proceder a atualizações de software em todos os modelos elétricos já vendidos, em data a anunciar.

Em outubro a InsideEV já tinha publicado um vídeo reportando um incêndio num Bolt EV, conforme se pode ver em reprodução do canal.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Vídeo: Tesla Model S Plaid irrompe em chamas com condutor ao volante

Vídeo: Autocarro elétrico entra em chamas de forma espontânea e causa pânico

Vídeo: McLaren 765LT com apenas 160 km arde por completo em bomba de gasolina

Vídeo: família atingida por um raio quando viajava de carro

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS