Andámos a rodar dentro e fora da cidade com o Hyundai i20 de 120 cv

Um utilitário muito útil em vários cenários que envolvem a família

Neste mês de janeiro pusemo-nos ao volante do Hyundai i20 e andámos a circular com o utilitário de cinco portas da marca sul-coreana entre o meio urbano e as saídas para fora das localidades para experimentar a sua versatilidade nos diferentes ambientes em que muitos quererão tê-lo.

A versão testada foi o Hyundai i20 1.0 T-GDi 6MT Style Plus; ou seja, foi o i20 com o bloco 1,0 litros turbo com 120 cv de potência e 172 Nm de binário, com caixa manual de 6 velocidades e com o nível de equipamento mais elevado do modelo.

Comecemos pelo meio urbano deste percurso.

O i20 renovado neste ano de 2019 que passou encaixa-se perfeitamente no ambiente citadino e não estamos só a falar do tamanho útil para encontrar estacionamento com mais facilidade. O seu ‘look’ refrescado também se ajusta perfeitamente com elegância ao uso no dia a dia.

No ‘facelift’ de 2019, as novas jantes saltam à vista dando-lhe um ar mais ágil, a par da renovação da grelha e das óticas. O estilo mais elegante prolonga-se para o interior perfeitamente ao nível deste segmento (e destes preços), sóbrio, sem ‘espampanancias’, mas com tudo no sítio.

O nosso ensaio foi feito apenas com um ocupante, mas, claro, também pusemos à prova o espaço global deste utilitário (também) familiar. Se, à frente, condutor e passageiro têm à sua disposição o espaço necessário para circular com todo o conforto – acentuado pela boa ergonomia dos bancos, com destaque para os apoios laterais –, atrás, mais duas pessoas podem viajar com todo o à vontade – mas um eventual terceiro ocupante já sentirá nas pernas a presença da consola central...

A mala também cumpre a sua função num carro desta dimensão com os seus 326 litros de capacidade recorrendo ao útil ‘fundo falso’, que podem estender-se até aos 1.042 litros em sacrifício dos lugares traseiros. Lá está: dependerá do uso e da necessidade que se tiver de dar a um carro que é um ‘utilitário familiar’.

Apenas com um ocupante e sem outros passageiros ou bagagem a fazer peso, como o experimentámos, o comportamento do 1.0 T-GDi de 120 cv é muito interessante nos percursos em estrada e vias mais rápidas respondendo com genica até à velocidade de cruzeiro numa autoestrada e com a força necessária para ultrapassagens curtas (no tempo para fazê-las) em estrada – quando se lhe pede para ‘puxar’, ele ‘puxa’.

Já dentro do meio urbano, em regimes mais baixos, numa condução com uma transmissão que convida por regra a ‘ultrapassar rapidamente’ a quinta velocidade para rodar na sexta e última relação, somos também por regra levados a ter de trabalhar muito com a caixa para recuperar a rotação necessária após as desacelerações ou travagens.

Dentro das localidades, as nossas médias situaram-se na ordem dos 7 L/100 km – nuns percursos acima, noutros abaixo, dentro dos mesmos ritmos – da mesma forma que em Estrada Nacional variámos entre gastos superiores a 7,5 L/100 km como descemos abaixo dos 6 L/100 km dependendo das condições que fomos encontrando.

Em autoestrada, não registámos grande diferença entre rodar com cruise control ou em condução sem controlador de velocidade ativado consumindo na ordem média dos 7,6 L/100 km. Já os extremos revelaram-se entre percursos ‘em Nacional’ com uma condução entre os 50-70 km/h, a gastar apenas 5,6 L/100 km, e circular sem restrições de poupança num percurso misto entre circuito urbano e de autoestrada com o ar condicionado ligado: 8,6 L/100 km.

Com muita segurança em curva, com uma boa suspensão, será também preciso encontrar um buraco grande – o que não nos aconteceu... – para sentir desconforto nesta versão equipada de série com jantes de 16’’ – e cujo conforto interior na condução voltamos a frisar.

A bordo do Hyundai i20 com o equipamento Style Plus dispomos de outros argumentos de série que vão desde o bem estar interior proporcionado pelo volante em pele e com aquecimento até ao teto de abrir panorâmico.

O novo sistema de infoentretenimento deste i20 renovado é o comum em vários modelos também do grupo Hyundai, num ecrã de 7’’, de fácil e intuitiva utilização, com um sistema de navegação simples – como oposto de complexo – e rápido a fazer correções, dispondo também da Integração com smartphone Apple CarPlay e Android Auto.

Nos sistemas de segurança ativa sobressaem o sistema de aviso de saída de faixa de rodagem ou os grupos óticos em LED; nos de segurança passiva, destacam-se os sensores de estacionamento e a câmara auxiliar ao estacionamento traseiro.

O Hyundai i20 1.0 T-GDi Style Plus ensaiado tem um preço final de 20.110 euros

  • TEMAS:
  • Hyundai

  • i20

  • Ensaio

Veja mais