Nova Ford Ranger Raptor já tem preço

  • Redação Autoportal
  • 11 mai 2019, 18:32

Ranger Raptor é a pick-up mais radical da Ford e chega ao mercado nacional no Verão

A nova Ford Ranger Raptor, a versão mais radical e de elevada performance da pick-up mais vendida no mercado europeu, vai chegar ao mercado nacional a partir do verão.

Desenvolvida pela Ford Performance para os grandes entusiastas do todo-o-terreno, a primeira Ranger Raptor de sempre é animada por uma versão Bi-turbo do motor Ford EcoBlue diesel de 2,0‑litros, que desenvolve 213 cv de potência e um binário de 500 Nm, acoplado à nova caixa automática de 10 velocidades da Ford.

PUB

Inspirada na competição, a suspensão da Raptor está preparada para enfrentar os terrenos mais duros a alta velocidade, mantendo sempre total controlo e conforto, com mais 150 mm nas vias e mais 51 mm na distância ao solo do que a Ranger XLT.

Os amortecedores FOX com Position Sensitive Damping (Amortecimento Activo) proporcionam maiores forças de amortecimento em situações extremas de condução fora de estrada, bem como menores forças de amortecimento em condições de utilização mais moderadas, aumentando o conforto em estrada. Os amortecedores apresentam agora maior curso, com mais 32 por cento nos dianteiros e mais 18 por cento nos traseiros.

PUB

Os amortecedores de elevado desempenho, com êmbolos de 63,5 mm, são complementados por braços de suspensão em alumínio, com torres de suspensão (amortecedores) salientes à frente. A nova suspensão traseira, com conjuntos integrados mola-amortecedor, inclui também ligações Watt que atenuam substancialmente as oscilações laterais do eixo no seu movimento oscilante.

No eixo dianteiro, a travagem está a cargo de discos ventilados, com 332 mm de diâmetro x 32 mm de espessura, e pinças de êmbolos duplos com mais 20 por cento de diâmetro face à Ranger convencional. Na traseira, a travagem é formada por discos ventilados (332 mm x 24 mm) com êmbolos de 54 mm de diâmetro.

PUB

A concepção específica do chassis é combinada com uma geometria fora de estada optimizada, com 283 mm de distância ao solo e 850 mm de passagem a vau. Com um ângulo de ataque de 32,5 graus, e ângulos de rampa e de saída de 24 graus, a Ranger Raptor praticamente não conhece obstáculos e consegue chegar a qualquer lado.

A Ranger Raptor possui também protecções específicas por baixo da carroçaria para anular os efeitos de quaisquer objectos e/ou obstáculos em fora de estrada. Além da protecção normal do motor e caixa de transferência, a zona inferior conta com uma chapa em aço de alta resistência, com 2,3 mm de espessura, ou seja, mais 60 por cento de espessura do que a protecção normalmente utilizada na Ranger.

PUB

Dotada de tecnologia sofisticada, concebida para que a nova Ranger Raptor seja confortável em estrada e fora dela, a Raptor conta com o sistema de comunicação e entretenimento Ford SYNC 3, o qual permite ao condutor controlar o áudio, a navegação e os smartphones conectados recorrendo apenas a comandos de voz em tom de conversação. O sistema é compatível com Apple CarPlay e Android Auto e dispõe da função SYNC AppLink para activação por voz de diversas aplicações dos smartphones.

O ecrã táctil central do sistema, a cores e de 8 polegadas, pode ser operado com gestos de arrasto e toque, e dispõe de uma tecnologia de navegação por satélite de grande utilidade quando se anda fora de estrada em locais remotos, oferecendo mesmo uma função “migalhas de pão” para deixar um rasto de reconhecimento ao explorar áreas não cartografadas. A tecnologia de modem integrado a bordo, FordPass Connect, oferece conectividade em movimento.

PUB

Disponível nas cores Ford Performance Blue, Colorado Red, Shadow Black, Frozen White e Conquer Grey, com contrastantes em Cinza Dyno, o design agressivo da nova Ranger Raptor é impulsionado por desempenho e funcionalidade.

PUB

Quanto ao preço, a Ford revelou agora que a Raptor terá um preço de 63,929 euros.

Continuar a ler

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS