Volkswagen Golf R chega à quinta geração

  • Redação Autoportal
  • 6 jul, 11:28

As opções mais poderosas da gama Golf já existem há quase duas décadas e estiveram presentes em cinco das suas gerações

A letra R nos modelos da Volkswagen é a inicial da palavra Racing e identifica as opções mais desportivas da gama. O primeiro modelo a incluir esta designação foi o Golf R32, na quarta geração deste modelo, justamente aquela em que a carismática versão GTI estava a saber a pouco e havia muita gente a desejar mais.

Foi por isso que no Salão de Madrid de 2002, a Volkswagen apresentou uma versão do Golf IV equipada com um motor VR6 de 3,2 litros, com 240 cavalos de potência, um sistema de tração integral 4Motion pensado para uma maior eficácia no asfalto, mas também uma nova caixa de velocidades automática DSG de dupla embraiagem. Até o tom azul da carroçaria era uma estreia absoluta.

PUB

Ainda hoje, muitos se lembram da sonoridade característica deste motor e muitos proprietários de modelos da quarta geração tentam replicar o visual deste R32.

Apenas três anos mais tarde, no entanto, chega a quinta geração do Volkswagen Golf, mas com esta, a versão R é uma das que se fala logo desde o início.

A potência do motor sobe para os 250 cavalos e a caixa de velocidades DSG está mais eficaz que nunca, dando uma excelente ajuda em levar este R32 dos 0 aos 100 km/h em pouco mais de seis segundos.

PUB

No habitáculo, a versão de topo recebeu materiais de melhor qualidade e nem sequer faltava uma pequena placa de identificação com o número de produção no volante, gravada a laser.

A sexta geração do Volkswagen Golf R modificou um pouco do conceito base, ao trocar o motor VR6 pelo mesmo 2.0 TFSI de quatro cilindros que também equipava o GTI, ainda que este tivesse uma potência máxima de 256 cavalos.

PUB

O tom de azul passou a ser o cartão de visita desta versão, ainda que numa nova cor designada por Rising Blue, continuava presente o sistema de tração integral 4Motion, mas numa versão ainda mais eficaz, mas a versão R continuava a ser também identificada pela saída de escape dupla de posição central.

Com a chegada das primeiras informações sobre a sétima geração do Volkswagen Golf, a versão R começou a ser uma das mais desejadas.

A potência do motor estava agora perto dos 300 cavalos e estava disponível uma caixa manual ou a automática DSG em opção. O sistema de tração integral era oferecido de série, pois continuava a ser uma das características da versão R, mas foram introduzidas novidades como o controlo eletrónico de arranque ou a suspensão de amortecimento eletrónico adaptativo.

PUB

A aceleração dos 0 aos 100 km/h quebrava a barreira dos cinco segundos e tom de azul chamava-se agora Lapiz Blue Mettallic.

A geração atual do Volkswagen Golf, que chegou recentemente ao mercado é a mais avançada de sempre do ponto de vista tecnológico, em capítulos como a conectividade, por exemplo.

Mas a versão R continua a manter a sua essência e usa este avanço tecnológico em seu proveito criando sistemas como o novo modo de Drift.

A potência do motor é a mais elevada até agora, conseguindo extrair cerca de 315 cavalos do bloco de dois litros, que continuam a ser transmitidos às quatro rodas com a ajuda do sistema 4Motion de tração integral, mas também de um novo sistema de vectorização de binário desenvolvido em pista. No Nordschleife, pois claro.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Golf R arranca em Portugal nos 56.780 euros antes de meter as jantes Estoril

Vídeo: Volkswagen Golf R é posto à prova com o Honda Civic Type R

Vídeo: Volkswagen Golf R enfrenta o Audi S3, BMW M135i e Mercedes-AMG A35

Volkswagen comemora 45 anos do Golf GTI Clubsport com edição especial

COMPUTADOR DE BORDO

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

Atenção às datas de revalidação de carta de condução. Faça tudo online e poupe 10%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS